Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://tecnologia.uol.com.br/album/2012/08/01/fatos-curiosos-sobre-o-site-de-compartilhamento-megaupload-e-seu-excentrico-fundador.htm
  • totalImagens: 113
  • fotoInicial: 109
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20120801113022
Fotos
O Megaupload tem mais de 150 milhões usuários registrados, 50 milhões de visitantes diários e soma 4% de todo tráfego da internet mundial. Segundo autoridades, o serviço rendeu a seu fundador, Kim Schmitz (à direita; também chamado de Kim Dotcom), somente em 2011, US$ 42 milhões. O site foi tirado do ar em janeiro de 2012 por ''promover a distribuição em massa'' de conteúdo protegido por direitos autorais. Segundo o FBI, a polícia federal norte-americana, o Megaupload e sites afiliados causam prejuízos de US$ 500 milhões AFP Mais
De acordo com o detetive da polícia de Auckland, Grant Wormald, o fundador do Megaupload tentou se esconder em uma sala fortificada quando notou a chegada das autoridades. Ativou então uma série de travas nas portas. Mas ao perceber que a polícia estava abrindo e conseguindo entrar na casa, trancou-se em uma sala cofre com uma espingarda de cano cortado. Ainda assim, as autoridades conseguiram entrar lá e prendê-lo Nigel Marple/Reuters Mais
A mansão de Kim Schmitz -- também chamado de Kim Dotcom -- tinha um logotipo ''mansão Dotcom'' na entrada. A casa (avaliada em US$ 30 milhões; cerca de R$ 52,7 milhões) tinha um bunker onde o fundador do Megaupload tentou se esconder das autoridades Nigel Marple/Reuters Mais
A mansão de Kim Schmitz -- também chamado de Kim Dotcom -- tinha um logotipo ''mansão Dotcom'' na entrada. A casa (avaliada em US$ 30 milhões; cerca de R$ 52,7 milhões) tinha um bunker onde o fundador do Megaupload tentou se esconder das autoridades Nigel Marple/Reuters Mais
A polícia da Nova Zelândia disse ter confiscado armas, obras de arte, mais de US$ 8 milhões em dinheiro (depositados em contas abertas em diversos bancos da Nova Zelândia), além de carros avaliados quase US$ 5 milhões depois de ter cumprido dez mandados em casas e escritórios próximos à cidade de Auckland. A ação culminou na prisão de Kim Schmitz (na foto, em 2002) e outras três pessoas suspeitas de operarem o Megaupload e sites relacionados Tobias Schwarz/Reuters Mais
Entre os carros confiscados estava um Cadillac rosa de 1959 e um Rolls Royce Phantom -- este último avaliado em mais de US$ 400 mil (cerca de R$ 705 mil) Reprodução/Daily Mail Mais
Entre os carros confiscados estava um Cadillac rosa de 1959 e um Rolls Royce Phantom -- este último avaliado em mais de US$ 400 mil (cerca de R$ 705 mil) Reprodução/Daily Mail Mais
Caminhão apreende da mansão Dotcom, em Coatesville (Nova Zelândia) diversos carros de luxo. Operação foi realizada na sexta-feira (20) NZ Herald/AP Mais
Diversas Mercedes foram apreendidas da casa de Kim Dotcom; foto acima foi divulgada pela polícia Reuters Mais
O Rolls-Royce modelo Phantom Drophead Coupe é um dos 18 veículos de luxo que foram apreendidos da casa de Kim Dotcom; foto acima foi divulgada pela polícia Reuters Mais
Foto aérea mostra a casa de Kim Dotcom em Coatesville, na Nova Zelândia, durante operação policial NZ Herald/AP Mais
Foto aérea registrada na sexta-feira (20) mostra a casa de Kim Dotcom em Coatesville, na Nova Zelândia, durante operação policial NZ Herald/AP Mais
Vídeo da agência de notícias AFP mostra dois jet skis sendo confiscados da casa do fundador do Megaupload Reprodução/AFP Mais
Foto de arquivo mostra Kim Schmitz em Hong Kong, em 1999. Ao fundo, um helicóptero. Com 37 anos, o homem aparece no grupo de dez pessoas mais ricas da Nova Zelândia. Ele é considerado apaixonado por carros de luxo, mulheres e mansões Reuters Mais
Imagem de arquivo mostra o fundador do Megaupload em maio de 2002. Segundo a agência de notícias Efe, ele gosta de estar rodeado, em suas aparições públicas, por belas modelos contratadas. Além disso, gosta de jogar golfe nos campos da Nova Zelândia, país que para ele é "um raro paraíso na Terra" Reuters Mais
O fundador do Megaupload nasceu na Alemanha e ainda tem cidadania finlandesa. No entanto, tem residência fixa na Nova Zelândia e o site é baseado em Hong Kong -- lá o serviço Megaupload está barrado desde 2009. Os serviços do Megaupload também tinham sido anteriormente bloqueados na Índia e na Malásia. Na foto de arquivo, Kim Schmitz em novembro de 2003 Matthias Schrader/Efe Mais
Em dezembro de 2011, em função de um processo da gravadora Universal contra o Megaupload, o site lançou um vídeo em que vários artistas americanos -- também vítimas de cópias ilegais distribuídas no serviço -- apoiam o que a página faz. Em um dos trechos, Will.i.am, do grupo Black Eyed Peas, diz: ''Quando eu quero enviar alguns arquivos pelo mundo, eu uso o Megaupload.'' Dias depois, o cantor Will.i.am informou que ele não havia autorizado o uso da sua imagem na campanha AFP Mais
De acordo com a acusação do Governo dos Estados Unidos, um e-mail de 2006 entre membros do MegaUpload informa que o site Megavideo tinha 30% do conteúdo do YouTube. Em um e-mail de 2007, Kim Dotcom informou que queria uma cópia idêntica do serviço de vídeos do Google Reprodução Mais
Segundo a Agência de notícias Reuters, a mansão onde Kim Dotcom foi preso (foto) está avaliada em US$ 30 milhões (cerca de R$ 52,7 milhões) Nigel Marple/Reuters Mais
Carro de segurança é visto em frente à casa (avaliada em US$ 30 milhões; cerca de R$ 52,7 milhões) onde Kim Dotcom foi preso. O fundador do Megaupload raramente saía de casa ou se relacionava com pessoas fora de seu círculo de amizades, segundo a agência de notícias Efe. Nas poucas ocasiões em que saia com um dos carros de sua coleção, ele sempre era acompanhado por uma escolta Nigel Marple/Reuters Mais
Estátuas de girafa na mansão de Kim Schmitz, que está avaliada em US$ 30 milhões (cerca de R$ 52,7 milhões). Casa também tinha um bunker onde o fundador do Megaupload tentou se esconder das autoridades Nigel Marple/Reuters Mais
A chamada ''mansão Dotcom'' tem uma bandeira da Finlândia (segunda nacionalidade do alemão Kim Dotcom); casa localizada em Coastville está avaliada em US$ 30 milhões (cerca de R$ 52,7 milhões) David Rowland/Efe Mais
A publicação ''New Zealand Herald'' afirma que a casa onde Dotcom foi detido passou por uma reforma avaliada em R$ 5,7 milhões. Entre as novidades da casa estavam uma piscina com água importada e uma escada customizada, que custou cerca de R$ 21,3 mil. Também havia obras de arte descritas como bizarras, passagens secretas e a proibição de fotos na residência. A reforma, disseram fontes próximas, foi chamada de ''Extreme Makeover - millionaire edition'' (em referência ao programa ''Reconstrução total'', mas na edição de milionários) Nigel Marple/Reuters Mais
Kim Dotcom é conhecido por estar sempre rodeado de belas mulheres. No entanto, o ''New Zealand Herald'' afirma que ele mora com a mulher, Mona, que estava grávida à época da prisão, e três filhos na mansão onde foi detido Nigel Marple/Reuters Mais
Kim Dotcom é conhecido por estar sempre rodeado de belas mulheres. No entanto, o ''New Zealand Herald'' afirma que ele mora com a mulher, Mona, grávida de gêmeas à época da prisão, e três filhos TV3/AFP PHOTO Mais
A mansão da foto acima -- avaliada em cerca de R$ 52,7 milhões e onde Kin Dotcom teria feito uma reforma de R$ 5,7 milhões -- não é dele. O fundador do Megaupload tentou comprá-la, mas as autoridades da Nova Zelândia o impediram, por conta de processos que ele tinha no país. Dotcom então fez um contrato de leasing com o proprietário da residência: Richard Bradley, o fundador da empresa Chrisco, que vende presentes de Natal (funciona como uma poupança durante todo o ano, para que os pais comprem presentes em dezembro sem se endividar) Nigel Marple/Reuters Mais
O jornal neozelandês ''New Zealand Herald'' reportou o surgimento de um tanque de guerra na mansão de Kim Schmitz. O veículo, no entanto, não é verdadeiro: trata-se de uma versão inflável de tamanho real Reprodução Mais
Kim Dotcom saiu da prisão na noite de 21 de fevereiro, um mês após sua prisão, pagando fiança -- o valor não foi divulgado. Ele tem diversas proibições em sua liberdade condicional, principalmente para que não fuja enquanto aguarda o julgamento, que deve ser realizado em seis meses. Dotcom não pode ter helicóptero, não viajar a locais mais distantes que 80 km de sua casa na Nova Zelândia e, ironicamente, não pode usar a internet. Essa restrição relacionada à web caiu em abril; depois disso, Dotcom passou a usar diversas redes sociais AP Photo Mais
Mona, mulher de Kim Dotcom, deu à luz duas meninas no dia 22 de março na Nova Zelândia. O casal queria que as garotas nascessem em Hong Kong, onde era baseado o Megaupload antes de seu fechamento, mas Dotcom não pode viajar por questões legais. Como os bens do casal estão bloqueados, as garotas nasceram no hospital público National Women's Hospital, em Auckland. O nome das garotas não foi divulgado. Dotcom tinha três crianças: Kimmo, Kaylo e Kobi Simon Watts - 29.fev.2011/Reuters Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Kim Dotcom Instagram Reprodução/Instagram Mais
Kim Dotcom Instagram Reprodução/Instagram Mais
Na foto acima, Kim Dotcom tenta provar ao Twitter que ele é o verdadeiro dono de sua conta no microblog Reprodução/Instagram Mais
''Sinto saudades de você. Nosso amor nos juntará. Seja forte'', escreveu o irônico Dotcom a seu Cadillac rosa de 1959, que foi confiscado Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
?Você acha que eu só uso preto? Às vezes gosto de tudo branco e puro. Como minha consciência?, escreveu o criador do Megaupload, que costuma ser irônico em seus posts Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Dotcom descreveu o dia dessa foto como ''incrível''. Seu carro chegou e ele reconectou a internet de 100 Mbps em sua casa Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
''A família, antes de o pesadelo começar'', diz a legenda da foto. Depois disso, o casal ainda teve duas gêmeas Reprodução/Instagram Mais
Foto postada por Dotcom mostra dia do casamento com Mona Reprodução/Instagram Mais
Dotcom, que pode ser extraditado para responder às acusações nos EUA, também posta fotos de quando era criança. ''Essa foi bem quando minha mãe disse 'voltei do futuro para lhe dizer que nunca encoste na internet''', escreveu Reprodução/Instagram Mais
Dotcom, que pode ser extraditado para responder às acusações nos EUA, também posta fotos de quando era criança Reprodução/Instagram Mais
Dotcom, que pode ser extraditado para responder às acusações nos EUA, também posta fotos de quando era criança. "Meu primeiro conversível", diz a legenda Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Na foto postada em 20 de junho de 2012, dois dias depois de entrar no Twitter, Kim Dotcom aparece com Steve Wozniak, cofundador da Apple Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Na foto acima, ele aparece com a mulher e suas duas filhas gêmeas Reprodução/Instagram Mais
No Twitter, o bilionário ofereceu as flores àqueles que assinaram uma petição online a favor do Megaupload Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Dotcom afirma que esta foto foi tirada há quatro anos, quando ele estava 30 quilos mais magro Reprodução/Instagram Mais
Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram Mais
Kim Dotcom, fundador do Megaupload, declarou recentemente seu amor pelo Brasil, postando uma foto do Cristo Redentor. ''Amo o Brasil. Eu estava neste helicóptero em 2001. ;-) Antes de pousar no festival Rock in Rio", escreveu Reprodução/Instagram Mais
No Twitter, Dotcom declarou-se fã de Royce Gracie, lenda do MMA brasileiro. O post dá link para uma foto no Instagram (acima), em que Dotcom aparece com Gracie (terceiro da esq. para direita). Não há informação sobre quando a foto foi tirada Reprodução/Instagram Mais
Kim Dotcom criou em agosto de 2012 uma ''promoção'' válida para aqueles que retuitarem a proposta. ''Depois que meu dinheiro for liberado, receberei na Mansão Dotcom três de meus seguidores'', anunciou, prometendo pagar também a passagem aérea dos vencedores até a Nova Zelândia. O bilionário publicou a foto acima, da mansão onde vive, aos interessados Reprodução/Instagram Mais
Kim Dotcom criou em agosto de 2012 uma ''promoção'' válida para aqueles que retuitarem a proposta. ''Depois que meu dinheiro for liberado, receberei na Mansão Dotcom três de meus seguidores'', anunciou, prometendo pagar também a passagem aérea dos vencedores até a Nova Zelândia. O bilionário publicou a foto acima, da mansão onde vive, aos interessados Reprodução/Instagram Mais
Na foto acima, ele aparece com a mulher, Mona Reprodução/Instagram Mais
Segundo Dotcom, essa é a sede do Megaupload, que fica em Hong Kong Reprodução/Instagram Mais
Segundo Dotcom, essa é a sede do Megaupload, que fica em Hong Kong. ''Design de interiores é minha paixão'', escreveu Reprodução/Instagram Mais
Segundo Dotcom, essa é a sede do Megaupload, que fica em Hong Kong Reprodução/Instagram Mais
Segundo Dotcom, essa é a sede do Megaupload, que fica em Hong Kong Reprodução/Instagram Mais
''Meu quarto em Hong Kong. Tudo foi removido. O governo nos Estados Unidos não liberou meu dinheiro para pagar o aluguel'', escreveu no Twitter Reprodução/Instagram Mais
Kim Dotcom realizou uma entrevista coletiva em sua mansão em Auckland, na Nova Zelândia, para anunciar o serviço de armazenamento de arquivos Mega. Evento foi realizado dia 20 de janeiro de 2013 (horário local; dia 19 no Brasil), um ano após o fechamento do site Megaupload AP Photo Mais
Kim Dotcom realizou uma entrevista coletiva em sua mansão em Auckland, na Nova Zelândia, para anunciar o serviço de armazenamento de arquivos Mega. Evento foi realizado dia 20 de janeiro de 2013 (horário local; dia 19 no Brasil), um ano após o fechamento do site Megaupload. O serviço baseado na Nova Zelândia está disponível em diversas línguas (inclusive português do Brasil) e oferece até 4 TB (terabytes) de espaço de armazenamento, mediante pagamento mensal de 30 euros (cerca de R$ 82). A versão gratuita dá direito a 50 GB de disco virtual Nigel Marple/Reuters Mais
Kim Dotcom realizou uma entrevista coletiva em sua mansão em Auckland, na Nova Zelândia, para anunciar o serviço de armazenamento de arquivos Mega. Evento foi realizado dia 20 de janeiro de 2013 (horário local; dia 19 no Brasil), um ano após o fechamento do site Megaupload. O serviço baseado na Nova Zelândia está disponível em diversas línguas (inclusive português do Brasil) e oferece até 4 TB (terabytes) de espaço de armazenamento, mediante pagamento mensal de 30 euros (cerca de R$ 82). A versão gratuita dá direito a 50 GB de disco virtual Nigel Marple/Reuters Mais
Kim Dotcom realizou uma entrevista coletiva em sua mansão em Auckland, na Nova Zelândia, para anunciar o serviço de armazenamento de arquivos Mega. Evento foi realizado dia 20 de janeiro de 2013 (horário local; dia 19 no Brasil), um ano após o fechamento do site Megaupload. O serviço baseado na Nova Zelândia está disponível em diversas línguas (inclusive português do Brasil) e oferece até 4 TB (terabytes) de espaço de armazenamento, mediante pagamento mensal de 30 euros (cerca de R$ 82). A versão gratuita dá direito a 50 GB de disco virtual Nigel Marple/Reuters Mais
Kim Dotcom realizou uma entrevista coletiva em sua mansão em Auckland, na Nova Zelândia, para anunciar o serviço de armazenamento de arquivos Mega. Evento foi realizado dia 20 de janeiro de 2013 (horário local; dia 19 no Brasil), um ano após o fechamento do site Megaupload. O serviço baseado na Nova Zelândia está disponível em diversas línguas (inclusive português do Brasil) e oferece até 4 TB (terabytes) de espaço de armazenamento, mediante pagamento mensal de 30 euros (cerca de R$ 82). A versão gratuita dá direito a 50 GB de disco virtual Michael Bradley/AFP Mais
Kim Dotcom realizou uma entrevista coletiva em sua mansão em Auckland, na Nova Zelândia, para anunciar o serviço de armazenamento de arquivos Mega. Evento foi realizado dia 20 de janeiro de 2013 (horário local; dia 19 no Brasil), um ano após o fechamento do site Megaupload. Modelos participaram do anúncio da novidade Nigel Marple/Reuters Mais
Kim Dotcom realizou uma entrevista coletiva em sua mansão em Auckland, na Nova Zelândia, para anunciar o serviço de armazenamento de arquivos Mega. Evento foi realizado dia 20 de janeiro de 2013 (horário local; dia 19 no Brasil), um ano após o fechamento do site Megaupload. Modelos participaram do anúncio da novidade Michael Bradley/AFP Mais
Mona Dotcom (direita), mulher de Kim Dotcom, participou do lançamento do serviço de armazenamento Mega. À esquerda, um ator vestido de policial Nigel Marple/Reuters Mais
No lançamento do serviço Mega, em sua mansão em Auckland, na Nova Zelândia, Kim Dotcom fez uma encenação com atores vestidos de policiais. Isso porque, um ano antes, ele foi detido em sua casa por causa do site de compartilhamento Megaupload. Evento foi realizado dia 20 de janeiro de 2013 (horário local; dia 19 no Brasil) Nigel Marple/Reuters Mais
No lançamento do serviço Mega, em sua mansão em Auckland, na Nova Zelândia, Kim Dotcom fez uma encenação com atores vestidos de policiais. Isso porque, um ano antes, ele foi detido em sua casa por causa do site de compartilhamento Megaupload. Evento foi realizado dia 20 de janeiro de 2013 (horário local; dia 19 no Brasil) Nigel Marple/Reuters Mais
No lançamento do serviço Mega, em sua mansão em Auckland, na Nova Zelândia, Kim Dotcom fez uma encenação com atores vestidos de policiais. Isso porque, um ano antes, ele foi detido em sua casa por causa do site de compartilhamento Megaupload. Evento foi realizado dia 20 de janeiro de 2013 (horário local; dia 19 no Brasil) Michael Bradley/AFP Mais
Kim Dotcom, fundador do site Megaupload, relatou em seu Twitter na noite de 27 de janeiro de 2013 uma aterrissagem forçada do helicóptero no qual viajava na Nova Zelândia. Bem-humorado, o alemão avisou à mulher, Mona, que chegaria tarde para jantar. O piloto fez um teste, e o helicóptero voltou a funcionar. Segundo Dotcom, foi encontrado um fio desconectado (fato que ele descreveu como 'estranho') Reprodução/Instagram Mais
Kim Dotcom, fundador do site Megaupload, relatou em seu Twitter na noite de 27 de janeiro de 2013 uma aterrissagem forçada do helicóptero no qual viajava na Nova Zelândia. Bem-humorado, o alemão avisou à mulher, Mona, que chegaria tarde para jantar. O piloto fez um teste, e o helicóptero voltou a funcionar. Segundo Dotcom, foi encontrado um fio desconectado (fato que ele descreveu como 'estranho') Reprodução/Instagram Mais
Kim Dotcom, fundador do site Megaupload, relatou em seu Twitter na noite de 27 de janeiro de 2013 uma aterrissagem forçada do helicóptero no qual viajava na Nova Zelândia. Bem-humorado, o alemão avisou à mulher, Mona, que chegaria tarde para jantar. O piloto fez um teste, e o helicóptero voltou a funcionar. Segundo Dotcom, foi encontrado um fio desconectado (fato que ele descreveu como 'estranho') Reprodução/Instagram Mais
Kim Dotcom, fundador do site Megaupload, relatou em seu Twitter na noite de 27 de janeiro de 2013 uma aterrissagem forçada do helicóptero no qual viajava na Nova Zelândia. Bem-humorado, o alemão avisou à mulher, Mona, que chegaria tarde para jantar. O piloto fez um teste, e o helicóptero voltou a funcionar. Segundo Dotcom, foi encontrado um fio desconectado (fato que ele descreveu como 'estranho') Reprodução/Instagram Mais
Kim Dotcom, fundador do site Megaupload, relatou em seu Twitter na noite de 27 de janeiro de 2013 uma aterrissagem forçada do helicóptero no qual viajava na Nova Zelândia. Bem-humorado, o alemão avisou à mulher, Mona, que chegaria tarde para jantar. O piloto fez um teste, e o helicóptero voltou a funcionar. Segundo Dotcom, foi encontrado um fio desconectado (fato que ele descreveu como 'estranho') Reprodução/Instagram Mais

Fatos curiosos sobre o site de compartilhamento Megaupload e seu (excêntrico) fundador

Mais álbuns de Tecnologia x

Últimos álbuns de Tecnologia

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos