UOL Notícias Tecnologia

24/07/2008 - 09h40

O que é DNS e o que ele tem a ver com a minha conexão com a Internet?

LILIAN FERREIRA | UOL Tecnologia
DNS significa Domain Name System, ou Sistema de Nomes de Domínios. É um computador com uma espécie de banco de dados que relaciona o endereço "nominal" de um site como www.uol.com.br com o endereço real onde está a página na rede, para poder acessá-la. Esse "endereço real" é dado pelo número de IP (Internet Protocol).

Assim, quando você digita www.uol.com.br, servidores DNS entram em operação e "traduzem" o endereço para o IP 200.221.2.45 (relativo ao UOL) e permitem o acesso.

Infográfico explica como funcionam os servidores DNS

Veja passo-a-passo da configuração do DNS em IPs dinâmicos

Os provedores de acesso, como Telefônica, Brasil Telecom e Intelig, por exemplo, possuem DNS próprios, mas há também DNSs públicos como o OpenDNS e o DNS Advantage. (Veja lista com IPs de servidores DNS)

A vantagem do OpenDNS, por exemplo, é que ele possui um enorme cache, o que deixa a navegação mais rápida. Cada registro, cada site acessado e cada resultado obtido é armazenado e disponibilizado aos demais usuários.

Além disso, ele traz uma série de recursos extras como a proteção contra phishing, filtro de conteúdo, bloqueio de domínios, sites adultos e web proxies, listas negras e brancas e correção automática de endereços digitados erroneamente.

No Windows XP, o usuário pode desabilitar a reserva de 20% da banda disponível de rede para uso de um programa que exige prioridade pelo "Agendador de pacotes QoS". Esse espaço fica disponível até que algum aplicativo, como as atualizações do Windows, peça prioridade no download. Então, 20% da banda fica reservada para esta tarefa.

Com o usuário de administrador vá em Iniciar > Executar e escreva "gpedit.msc" e pessione OK.

Vá em Configuração do computador > Modelos Administrativos > Rede e selecione "Agendador de pacotes QoS". Na janela da direita, dê duplo-clique em "Limite de reserva de banda". Depois, vá na aba "Configuração" e selecione Ativado. Na linha "Limitar % da banda", digite 0. Clique em Aplicar e em OK.

Agora vá ao Painel de Controle > Conexões de Rede, clique com o botão direito na conexão existente e selecione "Propriedades". Na aba "Geral", habilite o "Agendador de Pacotes QoS". Se já estiver habilitado, deixe-o assim. Para terminar, reinicie o computador.
AUMENTE MAIS A VELOCIDADE
O serviço é gratuito e personalizável, seu painel de controle permite que administradores obtenham total controle sobre as redes e possam alterar as informações de páginas de erro.

"Mudar o DNS não significa que você obterá acesso a "mais sites" além daqueles acessíveis por usuários que não utilizam os mesmos servidores DNS que você. Você ganha, ao utilizar um destes serviços, agilidade e alta disponibilidade, não acesso diferenciado", explica Marcos Silva, editor do blog "Open2Tech" e técnico da informação.

Como checar e alterar o DNS

Marcos Silva ensina como verificar o DNS em seu micro: "No Ubuntu, uma das distribuições mais utilizadas do Linux atualmente, basta acessar o utilitário de sistema para configuração de rede, clicando em seguida na aba "DNS". No Windows, basta acessar o prompt de comando (em iniciar > acessórios) e utilizar o comando "ipconfig /all". Serão mostrados, dentre outras informações muito úteis, o servidor DNS primário e o secundário de sua conexão". O número que aparece é o IP do servidor DNS.

As principais conexões de banda larga disponíveis no Brasil usam IP dinâmico. Para configurar o OpenDNS, por exemplo, é necessário um serviço que atualize o novo IP a cada conexão junto ao sistema.

No tutorial usamos o DNS-o-Matic, mas você pode também usar o DynDNS, No-IP ou ChangeIP.

Compartilhe:

    Últimas Notícias

    Hospedagem: UOL Host