Índia lança versão 2.0 de tablet mais barato do mundo; preço para estudantes é de US$ 19

Nova Délhi

  • AFP/PIB/Sanjiv Misra

    Membros do governo indiano e da Unesco apresentam tablet Aakash 2.0

    Membros do governo indiano e da Unesco apresentam tablet Aakash 2.0

A Índia lançou uma nova versão de seu tablet de baixo custo, ainda mais barato e dotado de uma unidade central mais rápida, vendido aos estudantes ao preço de 1.130 rúpias (US$ 19, cerca de R$ 38).

  • Estudantes poderão comprar o tablet Aakasha por cerca de R$ 38

O tablet "Aakash" (céu, em hindi), considerado o mais barato do mundo, foi desenvolvido em parceria entre os setores privado e público. O objetivo é fazer com que a tecnologia fique mais acessível aos estudantes de países onde a internet ainda é pouco desenvolvida: apenas um indiano em cada dez tem acesso à internet. 

O projeto do Aakash visa dar a um número crescente de estudantes e alunos as condições tecnológicas necessárias para estimular o rápido crescimento econômico.

Os 100 mil primeiros tablets serão vendidos com prioridade aos estudantes de engenharia, e o preço ao público será de 3.500 rúpias (cerca de R$ 128). As configurações do aparelho são processador de 1GHz, 512 MB de memória RAM e tela de sete polegadas.

Na Índia, o índice de alfabetização é de 63% e está muito abaixo do registrado em outros países em desenvolvimento, como a China, com um índice de 94%, e sofre com um sistema educacional anárquico devido à falta de investimentos e professores.

Computadores 2012
Computadores 2012


Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos