Nokia Asha 302 engasga no acesso à internet, mas lê e-mails sem gaguejar

Flávio Carneiro
Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

    O aparelho é repleto de recursos para conectividade à web, bem como com aplicativos de redes sociais.

    O aparelho é repleto de recursos para conectividade à web, bem como com aplicativos de redes sociais.

A família de telefones Nokia Asha não é novidade no UOL Tecnologia (veja o teste do 303 aqui). Assim como seu irmão, o 302 é um misto de celular e smartphone, já que conta com recursos avançados (rápido processador de 1 GHz e suporte a e-mail corporativo), em meio a um sistema operacional um tanto limitado (S40).

Com tons de cinza e superfície em aço cromado, o belo aparelho é repleto de recursos para conectividade à web, bem como com aplicativos de redes sociais. Ele tem suporte a Wi-Fi e conexão 3,5G (espécie de 3G mais rápida, com velocidade de transferência de até 7,2 Mbps). Se quando o pacote de dados está acionado ele se porta bem, no momento em que a rede wireless é ativada a coisa empaca.

Nos testes realizados pela reportagem, já devidamente logado na rede wireless, a luta começa ao tentar abrir uma página no navegador. Somente a partir da segunda tentativa, o processo foi bem sucedido. Em diversas vezes, um erro misterioso impediu o acesso a diversos sites. Aparentemente, a vontade própria do navegador é bastante respeitada pelo Asha.

Em uma segunda tentativa de trabalho na internet, a tentativa foi para acessar redes sociais (que possuem um aplicativo próprio chamado...Redes Sociais). Tudo funcionou normalmente até certo ponto: ao tentar acessar links externos, clicados no Twitter, por exemplo, o navegador foi exigido. Então, o mesmo problema de instabilidade apareceu para dar um “oi”. E que “oi” demorado: foram várias as tentativas para conseguir acessar um mísero link.

Na contramão de seus parceiros, o aplicativo de e-mails se porta muito bem. Sem esforço, é possível acessar e examinar a caixa de mensagens por meio de um botão próprio. Claro, se os e-mails contiverem links (que exigem a abertura no navegador do Asha), é interessante ao usuário disfarçar e passar por cima disso, como se nada estivesse acontecendo.

Todo o suor para acessar aweb foi derramado em um teclado apertado e levemente resistente. Ele pede ainda que o usuário tenha boa mira, para não errar a letra pretendida, já que o teclado é um tanto apertado.

Outros itens que agregam qualidade ao aparelho são sua câmera traseira de 3.2 megapixels (permite boas fotos a serem postadas em redes sociais) e o cartão de memória com 2 GB de armazenamento (que está incluso na caixa). O celular-smartphone pode ser adquirido por R$ 380. 



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos