Mãe invade sistema de escola nos EUA para aumentar notas dos filhos

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/LinkedIn

    Catherine Venusto, 45, era funcionária administrativa da escola do distrito de Northwestern Lehigh

    Catherine Venusto, 45, era funcionária administrativa da escola do distrito de Northwestern Lehigh

Um mulher da Pensilvânia, nos Estados Unidos, terá de se explicar à Justiça depois que foi descoberta ao invadir o sistema da escola dos seus dois filhos para aumentar notas de avaliações das crianças.

Segundo a “Time”, Catherine Venusto, 45, era funcionária administrativa da escola do distrito de Northwestern Lehigh, onde seus filhos estudam, e teve acesso a senhas do sistema de notas que pertenciam ao superintendente do estabelecimento. Ela trabalhou na instituição de ensino de 2008 a abril de 2010.

Ela alterou uma avaliação ruim da filha para “exceção médica” (ausência devido a problemas de saúde) em 2010 e o percentual de notas do outro filho de 98% para 99% em fevereiro deste ano. Segundo a polícia, Catherine fez ao todo 110 acessos ao sistema, que também exibia mensagens de e-mail.

À polícia, Catherine admitiu ter alterado as notas e argumentou que ''suas ações eram antiéticas, mas não ilegais''.

A mãe foi liberada mediante pagamento de US$ 30 mil de fiança e responderá por seis acusações, entre elas uso ilegal de computadores, invasão de sistema de computação e alteração de dados.

Segundo a porta-voz da Promotoria de Northwestern Lehigh, Debbie Garlicki, Catherine pode pegar a pena máxima de 42 anos de prisão ou uma multa de US$ 90 mil se condenada.

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos