Outlook.com: veja as primeiras impressões do serviço que chegou para "matar" do Hotmail

Edgard Matsuki
Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

    Outlook é a arma da Microsoft para concorrer com o Gmail

    Outlook é a arma da Microsoft para concorrer com o Gmail

Sem dó nem piedade, a Microsoft condenou um adolescente à pena de morte. Depois de 16 anos, a empresa decidiu que o Hotmail (serviço de e-mail que revolucionou o setor) vai ser extinto. Com certeza, trata-se de uma decisão que levou a razão e não a emoção em conta.

  • Reprodução

    Atualizar a nova interface de e-mail da Microsoft é um caminho sem volta

Apesar de ser tradicional e ter se tornado marca da Microsoft, o Hotmail já apanhava há muitos anos do Gmail. Além disso, o nome já carregava certa rejeição por parte dos usuários. Para virar o jogo, o Microsoft resolveu mudar a cara, as funções e até o nome do serviço de e-mail. A partir de agora, é só Outlook.com.

Abandonar o layout do Hotmail e começar a usar o Outlook.com é uma ação automática. Na primeira vez que em que você clica no link do novo serviço de e-mail, a sua conta já é redirecionada. Para voltar ao layout de página antigo, você deve ir na engrenagem e selecionar a opção Voltar ao Hotmail (nota da redação: informação corrigida graças ao comentário do leitor Marcelo Fazzini).

À primeira vista, o Outlook.com agrada mais do que seu antecessor. Com design mais limpo, a página parece ter o carregamento muito mais rápido. Além disso, o volume de publicidade parece ser bem menor no novo e-mail. Então, salvo a exceção de você ter se apegado sentimentalmente com o design antigo, você vai gostar da mudança.

Trocar ou não trocar o e-mail: eis a questão

Quando você faz login no Outlook.com (mesmo que usando os dados do próprio Hotmail), o primeiro e-mail que se recebe é o da própria equipe da Microsoft. Além dos tradicionais “parabéns por ter atualizado o e-mail”, os desenvolvedores do Outlook vão lhe dar a opção de trocar o endereço de e-mail. Ou seja, abandonar o “Hotmail.com” e partir para o endereço “Outlook.com”.

  • Reprodução

    O primeiro e-mail recebido na atualização é o da equipe da Microsoft

Boas e más notícias. Vamos começar pelas más: se você optar por trocar o endereço de e-mail agora, deve ter problemas para passar o “oltiluqui.com” para pessoas que não são tão ligadas em tecnologia. Além disso, você mesmo pode estranhar o novo domínio de e-mail. Afinal são 16 anos (ou um pouco menos) usando Hotmail.

Por outro lado, a Microsoft está dando chance para quem registrou um e-mail na adolescência (principalmente para usar no MSN) e se arrependeu depois de adulto. Ou seja, se você registrou algo do tipo “gatinhabonitinha14@hotmail.com” ou "gostosaodapraia@hotmail.com" é a chance de trocar o e-mail.

Mais notícias boas: os e-mails recebidos no endereço do Hotmail serão redirecionados para o Outlook. Na realidade, o interesse da Microsoft (por algum motivo) é de que o nome Hotmail suma do mapa. Senão, não daria tantos benefícios para quem trocasse.

Novos recursos

Além do design, o Outlook trouxe novos recursos para o usuário. Um deles é a capacidade de integração com redes sociais (algo que já tinha no Hotmail, mas não era tão desenvolvido). Com um clique, é possível juntar amigos das redes sociais no Outlook. O Sky Drive (serviço de armazenamento que nunca decolou) também está acessível. Detalhe: o Outlook lembra muito o design Metro do Windows 8.

  • Reprodução

    Recurso de adicionar pessoas das redes sociais está disponível no Outlook

Mas e aí? Vai bater o Gmail?

Que o Outlook é melhor que o Hotmail, não há dúvidas. A maior questão é se o serviço da Microsoft vai ter cacife para ganhar do Gmail. E aí a situação se complica um pouco.

Apesar de ter atualizado, o Outlook ainda apresenta problemas no filtro Antispam. No primeiro dia de uso dos novos serviços, os spams continuaram a chegar.. E alguns passaram pela barreira do filtro.

Por outro lado, a eliminação total da publicidade (coisa que ainda há no Gmail) e maior velocidade em carregar uma página podem contar pontos a favor do Outlook na briga com o líder.

Pelo o que se vê, o Outlook chega com força ao mercado (tanto que em 6 horas, teve 1 milhão de adeptos) e vai fazer as pessoas esquecerem do Hotmail. E se a Microsoft conseguir apagar as más impressões que o serviço de e-mail antigo deixou, pode vir a concorrer com o Gmail. No futuro. 

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos