Criador do Megaupload teria botão de emergência para excluir provas, diz FBI

Do UOL, em São Paulo

O motivo pelo qual a operação para a captura de Kim Dotcom, fundador do Megaupload, utilizou recursos dignos de Hollywood pode ter sido revelado: o FBI (policia federal norte-americana) acreditava que Dotcom possuía um dispositivo capaz de apagar arquivos remotamente. E com isso eliminar as provas contra ele.

De acordo com as informações do “Yahoo News”, a afirmação de que o FBI apostava na existência de um controle remoto capaz de apagar evidências foi feita no julgamento de Dotcom, que ocorre na Nova Zelândia. Ainda segundo a acusação, ele seria capaz de excluir registros do mundo inteiro apenas com um smartphone.

No entanto, a polícia especial neozelandesa não encontrou nenhum dispositivo parecido durante as buscas na mansão do excêntrico dono do Megaupload.  

Já Dotcom afirma que a alegação da existência desse botão é inválida, pois o FBI horas antes da invasão da sua mansão já havia tirado do ar os servidores do Megaupload. "O FBI já estava dentro do data center, desabilitando os servidores. Não havia chance para ninguém destruir evidências", declarou à promotoria do caso.

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos