Sony Xperia S tem excelente câmera de 12 megapixels; filmadora deixa a desejar

Aline Mariano e Sérgio Vinícius
Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    O Sony Xperia S tem preço sugerido de R$ 1.800, Android 2.3, e tela de 4,3 polegadas

    O Sony Xperia S tem preço sugerido de R$ 1.800, Android 2.3, e tela de 4,3 polegadas

O smartphone Sony Xperia S encanta - sim, encanta! - à primeira vista. É muito bonito: todo preto, sua frente não conta com botões físicos e é completamente revestida por vidro. É grande (tela de 4,3 polegadas) e fino – o que faz com que seja muito agradável de manusear.

Um dos pontos que mais chama a atenção no aparelho, logo nos primeiros contatos, é o cuidado que a Sony Mobile teve ao confeccionar o sistema de fotos.

Por exemplo: ao contrário dos últimos smartphones top do mercado, esse conta com um botão físico para tirar fotografias. Além de ser uma mão na roda para quem deseja tirar autorretratos (coisa comum em tempos de redes sociais), dá agilidade ao usuário, que não precisa ficar caçando o disparador o tempo todo na tela touchscreen virada “para o lado de lá”.

A câmera do smartphone, de 12 megapixels, é muito boa. Com ela, é possível tirar fotos de qualidade em locais escuros ou lúgubres. As cores das imagens são vivas, independentemente da luminosidade ou do ambiente em que as fotos são tiradas.

Direto ao ponto

Nome: Sony Xperia S
Preço sugerido: R$ 1.800
Dimensões: 12,8 x 6,4 x 1 (LxAxP, em cm)
Peso: 144 gramas
Sistema Operacional: Android 2.3
Câmera: de 12,1 megapixels e VGA
Tela: 4,3 polegadas
Processador: Dual Core de 1,5 GHz
Armazenamento: de 1 a 1,5 GB
Memória RAM: 1 GB
Pontos positivos: Excelente design; boas fotos com a câmera frontal; botão físico para tirar fotos.
Pontos negativos: Gravação de vídeo em HD exibe conteúdo pixelado; touchscreen poderia ser melhor.

A filmadora, infelizmente, não faz coro com a câmera fotográfica. Embora seja boa, em filmagens HD (alta definição) deixa a desejar. Eventualmente, os vídeos aparecem pixelados. Quando a filmagem é realizada em locais com pouca luz, muito pouco se vê.  

De volta ao aparelho em geral, a parte frontal do smartphone tem características peculiares. No lugar de botões físicos, há três desenhos em baixo relevo, que funcionam como sensores e funcionam como teclas. Por meio deles, é possível realizar boa parte das ações do smartphone - como controlar características, avançar telas, realizar chamadas.

Outro ponto que agrada é a interação do smartphone com os jogos eletrônicos. O Sony Xperia S tem excelente tela, que permite uma experiência divertida com jogos – inclua aí gráficos de ponta sendo representados com perfeição no display.

Sob a tela, surge a interface do telefone. Dividida em cinco páginas principais, o Xperia S destaca itens multimídia, permitindo o acesso fácil a músicas, fotos e vídeos. Destacam-se ainda as filmagens feitas com o próprio celular, páginas de busca e o Timescape (sistema que reúne sob uma mesma interface diversos contatos e conteúdos de redes sociais).

O touchscreen do aparelho não é um dos seus pontos fortes. É cumpridor, é verdade, embora falte algo. Ele não é tão fiel quanto o do Galaxy SII, nem tão macio como o do iPhone e nem tão rápido quanto o do Motorola Milestone 3. Não chega a ser ruim, mas é inferior ao dos concorrentes.

SmartWatch

Com o smartphone Xperia S, o UOL Tecnologia avaliou mais dois itens complementares a ele: o relógio SmartWatch e as etiquetas SmartTags.

O SmartWatch é um relógio que apenas funciona atrelado a aparelhos da linha Xperia. Com um só botão físico (ligar e desligar), ele serve para controlar o smartphone em alguns momentos específicos. Depois de um chá de configuração (aperta aqui, clica ali, liga acolá, reza um Pai Nosso, acende uma vela e clica ali de novo), o que se vê é um acessório limitado.

  • O SmartWatch só funciona junto com o smartphone

Um exemplo de seu uso: suponha que você esteja caminhando e ouvindo música no Xperia S, devidamente guardado em seu bolso. Então, toca “Leonardo da Vinci”, da Sonia Rocha.  Obviamente, qualquer pessoa de bom senso gostaria de ouvir novamente. Para tanto, basta usar o relógio para voltar à bela canção, reproduzida instantaneamente pelo smartphone.

O interessante é que o relógio faz pouca coisa além disso. Com ele, o usuário verifica ligações, mensagens, notificações de redes sociais e outras perfumarias (ok, a função de encontrar o Xperia S quando perdido é fundamental). Ele informa quando o telefone está tocando - mas como não tem microfone, pede que a pessoa recorra realmente ao smartphone para atender à ligação.

O preço sugerido do brinquedo é R$ 600 e pode ser utilizado nos Sony Xperia S, P e U.

SmartTags

Os SmartTags são como pequenos cartões (do tamanho de uma palheta de guitarra) com tecnologia NFC (Near Field Communication). Eles também foram avaliados com o Xperia S. Ao encostar os cartõezinhos no smartphone, por meio de uma comunicação sem fio, chega-se rapidamente a um perfil particular, pré-personalizado, com configurações de GPS, internet e aplicativos.

Nos testes do UOL Tecnologia, foram utilizados quatro tags (nas cores branco, vermelho, azul e preto). O vermelho, por exemplo, guardava as configurações da casa do usuário (como Wi-Fi, os aplicativos que costuma usar quando está na residência e o volume padrão do aparelho). A tag azul era responsável pelas configurações usadas no carro. O GPS, por exemplo, é acessado diretamente por ela.

O smartphone identifica a tag rápida e perfeitamente. E, em segundos, muda suas configurações, de acordo com aquelas da SmartTag. Preço sugerido do pacote com quatro tags: R$ 70.

Celulares 2012
Celulares 2012


Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos