Multilaser M5 3G se sai melhor como smartphone do que tablet

Bianca Bellucci
Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    Multilaser M5 3G possui qualidade nas chamadas, tela com boa resolução e ótimo touch

    Multilaser M5 3G possui qualidade nas chamadas, tela com boa resolução e ótimo touch

A Multilaser chama seu aparelho M5 3G de tablet. Entretanto, se chegasse às prateleiras com o rótulo de smartphone, ninguém se assustaria. Com suporte a dois chips, seu forte não está nas características de tablet, mas sim na qualidade das ligações. Seu preço sugerido pode não agradar na categoria smartphone nem na de tablet: R$ 900. 

Direto ao ponto

Nome: Tablet Multilaser M5 3G
Tamanho da tela: 5 polegadas
Sistema operacional: Android 4.1
Processador: Dual-core de 1.0 GHz
Memória RAM: 512 MB
Memória Interna: 4 GB
Dimensões (L x A x P, em cm): 7,6 x 17x 1,1
Peso: 220 g
Preço sugerido: R$ 900
Pontos positivos: Qualidade nas chamadas, tela com boa resolução, ótimo touch
Pontos negativos: Parece mais com um smartphone, fone de ouvido ruim, câmeras ruins

As chamadas feitas durante os testes realizados pelo UOL Tecnologia se mostraram eficientes. As conversas não travaram ou foram cortadas, caíram ou apresentaram "picotes". Os números do "discador" são bastante grandes (aspecto que podemos atribuir ao tamanho da sua tela) e fáceis de acionar.

Reforçando a teoria de que ele se encaixa melhor na categoria de smartphone, o M5 possui tela de 5 polegadas – o tamanho é considerado pequeno para um tablet, pois já há telefones maiores que isso.

Sua resolução é cumpridora: além de reproduzir cores vivas, o (chamado) tablet garante boa qualidade para filmes e jogos, com gráficos bem desenhados e demarcados. Ainda na tela, seu touch responde bem aos comandos.

O suporte Wi-Fi se saiu bem. Ao assistir a vídeos do YouTube, ele mostra boa qualidade, sem travar ou demorar para carregar – dependendo da conexão. De forma geral, os downloads feitos com o M5 foram rápidos e realizados sem quaisquer dificuldades.

Um dos problemas do M5 é seu fone de ouvido. Ele é do tipo intra-auricular, aquele que deve ser encaixado dentro no canal auditivo. O acessório incomoda, caso não seja colocado corretamente e cai a cada momento que o usuário mexe a cabeça.

Outro ponto fraco do tablet é sua câmera digital. Apesar de se vender como 5 megapixels, ela apresenta um desempenho bem inferior ao indicado. As fotos ficam granuladas e quase não possuem diferença se comparadas com a da câmera dianteira, de apenas 0,3 megapixel.

O tablet da Multilaser ainda conta com sistema operacional Android 4.1, tem sistema de GPS, porta para micro USB, rádio AM e FM e suporte a Bluetooth. Sua memória é expansível para até 32 GB e é vendido nas cores preta, branca e rosa.
 

Últimas de Tecnologia

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos