Nokia Lumia 820 tem opção de capinhas coloridas que dão carga ao smartphone

Bianca Bellucci e Sérgio Vinícius
Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

Entre os smartphones da Nokia que entram na faixa de isenção de impostos, o Lumia 820 é top da companhia finlandesa. Com preço sugerido de R$ 1.450, o modelo com câmera potente (de 8,7 megapixels) está posicionado um nível acima do Lumia 720 (R$ 970) e um abaixo do Lumia 920 (R$ 2.000).

Direto ao ponto

Nome: Nokia Lumia 820
Tamanho da tela: 4,3 polegadas
Sistema operacional: Windows Phone
Dimensões: 12,4 x 6,8 x 1 cm
Processador: Dual-core de 1,5 GHz
Armazenamento: 8 GB expansíveis até 64 GB
Memória RAM: 1 GB
Peso: 160 gramas
Preço sugerido: R$ 1.450
Ponto positivos: Design diferente, cores vivas dentro e fora do aparelho, ótima câmera traseira, ótima conexão sem fio.
Ponto negativos: Capas muito difíceis de serem trocadas, câmera frontal VGA.

Em outras palavras, trata-se do aparelho da Nokia com melhor configuração que tem o benefício fiscal concedido a smartphones de até R$ 1.500.

Visualmente, ele é bem parecido com os dois outros modelos já citados, sendo que todos agradam com diversas cores de capas e ar moderno. Além disso, essas capinhas especiais permitem que o usuário dê carga ao aparelho sem o uso de fios, apenas colocando-o sobre uma base com extremidades arredondadas.

Essa base custa R$ 200. Sem ela, o usuário tem a alternativa tradicional de carga com fio – mais rápida do que o carregamento por contato. Já as capinhas acompanham os smartphones nas opções preta e branca. As capinhas vermelha, roxa, amarela e azul podem ser adquiridas separadamente (entre R$ 50 e R$ 70, de acordo com a cor e a compatibilidade com carregamento sem fio).

Nos testes do UOL Tecnologia com o Lumia 820, a troca das capinhas se mostrou um tanto conflituosa com o celular. Para essa missão, foi necessário o auxílio de algumas ferramentas -- o manual indica somente o uso dos dedos, mas tampas de caneta e até palitos para unha foram adotados na empreitada.

As cores não estão presentes só no hardware, mas também no software do aparelho. Ele roda o sistema operacional Windows Phone, da Microsoft, que tem um apelo visual muito forte. Quem nunca utilizou a plataforma deve apanhar um pouco até pegar a prática, pois ela é totalmente diferente do Android, iOS e Symbian, por exemplo. Apesar disso, o foco do Windows Phone é a praticidade: os quadradinhos dão fácil acesso aos conteúdos, apps e funcionalidades.

Chamadas e câmera

As chamadas realizadas durante os testes do UOL Tecnologia apresentaram um bom desempenho. Não houve falhas e as ligações não foram cortadas ou picotadas. O smartphone também mostrou um ótimo desempenho com relação ao Wi-Fi, permitindo que o usuário assista a diversos vídeos seguidos no YouTube sem nenhuma complicação.

Nesse processo, o clipe da música "R U Mine?", do Arctic Monkeys, mostrou a qualidade de vídeo que o aparelho fornece - apesar de o conteúdo ser em preto e branco. O áudio também se mostrou ótimo: as guitarras ficaram perfeitas e não foram identificados chiados ou distorções.

Outro ponto positivo do Nokia é sua câmera traseira. Com 8,7 megapixels, ele consegue fotografar com uma altíssima qualidade. Destaque para o modo "Foto Inteligente", que bate cinco fotos seguidas e pede para o usuário escolher a melhor delas. A câmera também conta com um botão na lateral, facilitando a realização do clique.

Já a câmera frontal - como boa parte daquelas oferecidas pelos smartphones - decepciona. É impossível tirar uma única foto sem granulações. Como ela é VGA, seu uso deve ser focado em videochamadas e pouca coisa mais.

Notícias relacionadas

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos