Rio de Janeiro passa a receber denúncias sobre procurados via WhatsApp

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

    Aplicativo WhatsApp vai ser usado pela Secretaria de Segurança do Rio de Janeiro para receber informações de procurados da Justiça

    Aplicativo WhatsApp vai ser usado pela Secretaria de Segurança do Rio de Janeiro para receber informações de procurados da Justiça

A Secretaria de Segurança do Estado do Rio de Janeiro disponibilizou um número celular para que os usuários façam denúncias pelo aplicativo de mensagens WhatsApp. A ferramenta serve somente para envio de informações sobre pessoas que estão sendo procuradas pela Justiça, e não de ocorrências comuns.

Segundo a secretaria, os cidadãos poderão enviar arquivos (como fotos, vídeos ou gravações de voz) sobre a localização ou hábitos de procurados pela Justiça. O número de contato é (21) 96802-1650. O envio da mensagem pode gastar o plano de internet móvel do usuário.

Também nesta semana, a Polícia Militar de Goiás divulgou um número no Whatapp para fazer denúncias: (61) 9916-7371. O lançamento oficial da iniciativa - já em operação - está marcado para 3 de fevereiro. 

No Rio

Depois de feita a denúncia, as informações passam por uma triagem. Segundo a secretaria fluminense, os dados serão acumulados para serem enviados em dois lotes por dia às autoridades responsáveis.

Os organizadores prometem que a denúncia será totalmente anônima. No entanto, para enviar uma mensagem pelo aplicativo WhatsApp, é preciso cadastrar o número telefônico na agenda do celular. Depois disso, as pessoas envolvidas na conversa têm acesso a dados uns dos outros, incluindo número de telefone, nome e foto.

O departamento explica que, apesar da exposição do número de telefone (feita via WhatsApp), todos os dados de quem fizer uma denúncia serão guardados e mantidos sob sigilo. De acordo com a secretaria, o anonimato será garantido da mesma forma que já ocorre com o disque-denúncia via chamada telefônica.

A iniciativa faz parte de um departamento que compõe a secretaria, chamado Procurados. O site procurados.org.br reúne fotos e dados dos suspeitos que estão foragidos da Justiça. A página mostra também a recompensa que será entregue pela captura de cada suspeito. Os valores variam entre R$ 1.000 e R$ 2.000.

Notícias relacionadas

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos