Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://tecnologia.uol.com.br/album/2015/04/30/mal-educado-chato-otario-veja-casos-de-ofensas-de-operadoras-a-clientes.htm
  • totalImagens: 10
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20150430060000
    • Vida digital [53786]; Tecnologia [13703]; Consumidor [13034]; Telecomunicação [13704];
Fotos

Motivados pela raiva, atendentes de call center acabam se irritando com clientes de operadoras de serviços como TV a cabo e internet. Alguns extrapolam o sentimento e acabam trocando o nome da pessoa por um insulto no cadastro. O resultado só é visto quando a fatura chega à casa do cliente chamando-o de mal-educado, chato, otário ou até nomes piores; veja a seguir alguns casos iStock Mais

A britânica Emma Towsend recebeu em outubro de 2014 um SMS da operadora Orange que dizia: "Você é patética. Você não pode pagar a conta e culpa outras pessoas. Você é muito patética". Segundo Emma, a mensagem foi enviada após seu namorado, utilizando seu telefone, reclamar de uma cobrança indevida no telefone. A operadora pediu desculpas pelo ocorrido Reprodução/Daily Mail Mais

O corretor Francisco Liberto de Olivera Junior, 38, reclamou de uma fatura da Vivo em fevereiro de 2015 pelo alto valor. Oliveira Junior ficou mais de uma hora com o call center da operadora para pedir ressarcimento do valor. Na fatura seguinte, além do nome do corretor, vieram as palavras "#fraude #mau educado" (sic) no campo destinatário. A operadora informou que lamentava o ocorrido e que estava apurando os fatos Arquivo Pessoal Mais

O autônomo Bruno França, 26, recebeu uma fatura da Claro dizendo "cliente mal educado" (sic). Segundo ele, em seu último contato telefônico com a operadora, ele tinha pedido o protocolo do atendimento. No entanto, a atendente disse que estava sem sistema e que não podia fazê-lo. Houve uma pequena discussão entre o cliente e a atendente e, por fim, a linha foi desligada. A operadora disse que realiza treinamentos constantes com prestadores de serviço e que estava investigando o fato em questão Arquivo Pessoal Mais

Mary Bauer era cliente da Comcast, operadora de TV dos Estados Unidos, e recebeu uma correspondência que dizia: "Super Bitch Bauer" (algo como "supercadela" ou "superchata") em vez do seu nome. Mary disse acreditar que sua correspondência veio dessa forma, pois reclamou diversas vezes da qualidade do sinal de sua TV a cabo. Consultada, a Comcast disse que iria se retratar com a consumidora Reprodução Mais

"Otário Chorão" foi o que veio na conta da Claro TV do empresário César Medeiros, 42, de Campo Grande (MS). Antes da fatura, Medeiros tinha entrado em contato com a empresa para baixar o valor do seu plano, pois, ao acessar o site da companhia, havia preços melhores. No entanto, a atendente disse que era apenas para novos clientes. Após a discussão, o empresário recebeu uma nova fatura com o xingamento e um acréscimo de R$ 50. No fim, duas pessoas da empresa foram demitidas Reprodução Mais

A cliente Maria Helena Bueno foi a diferentes lojas da TIM para trocar um chip da operadora. Na terceira troca (o item veio com defeito nas vezes anteriores), um atendente colocou a seguinte observação na nota fiscal: "Cliente mais enjoada que já existiu". De acordo com a operadora, os funcionários ligados ao episódio foram demitidos Reprodução Mais

Nos Estados Unidos, um cliente recebeu uma correspondência na operadora de TV a cabo Comcast mudando seu nome. Em vez de Ricardo Brown, a carta de cobrança o identificava como "Asshole Brown". O termo "asshole" pode ser traduzido para o português como c***ão. A mulher de Brown, Lisa Brown, acredita que houve a mudança na conta, após eles pedirem para reduzir a tarifa em função de dificuldades financeiras. Após o incidente a Comcast pediu desculpas a Lisa Reprodução/Elliott.org Mais

Nos Estados Unidos, a cliente Esperanza Martinez teve seu nome alterado em uma correspondência da operadora de TV a cabo Comcast após um pedido de manutenção. Em vez de seu primeiro nome, a carta, que oferecia um desconto a cliente, se referia a ela como "Cunt Martinez". O termo "cunt" em inglês refere-se ao órgão genital feminino de forma muito pejorativa. Esperanza recebeu desculpas da empresa e ganhou um ano de assinatura gratuita Reprodução/Daily Mail Mais

Nos Estados Unidos, a cliente Julie Swano recebeu uma fatura da operadora de TV a cabo Comcast que trocou seu primeiro nome por "whore" (vagabunda). Diferente da maioria dos casos, Julie disse ao blog "Elliott.org" que não tinha entrado em contato com a empresa recentemente. A correspondência com o insulto era de dezembro de 2014. Seu nome também veio errado na fatura de janeiro de 2015 Reprodução/Elliott.org Mais

Mal-educado, chato, otário: veja casos de ofensas de operadoras a clientes

Veja mais: Qual é a pior operadora do Brasil? Veja ranking da Anatel

Últimos álbuns de Tecnologia

UOL Cursos Online

Todos os cursos