Dicas de Tecnologia

Caiu no "gemidão do WhatsApp"? Conheça dicas para isso não se repetir

Do UOL, em São Paulo

  • Getty Images/iStockphoto

    Tem muita gente se assustando e passando vergonha com o que ouve no celular

    Tem muita gente se assustando e passando vergonha com o que ouve no celular

O "gemidão do WhatsApp" é um fenômeno da zoeira. A brincadeira, que tem se espalhado por grupos do mensageiro pelo Brasil há algum tempo, consiste em compartilhar um vídeo (ou áudio) que parece verídico, mas embutir nele o som de uma estrela pornô gemendo bastante durante uma cena. E como fugir disso?

Se você já caiu ou passou vergonha com essa brincadeira, fique calmo: não é o único. Diversos casos têm se espalhado pelo país. Recentemente, a entrevista ao vivo do argentino Montillo, agora ex-jogador do Botafogo, foi interrompida pelo "gemidão" – o som deixou até o jogador desconcertado e o repórter em uma saia justa

Mas já teve tanto político caindo na sacanagem em Brasília durante sessão do Congresso quanto o hino nacional sendo interrompido em uma escola do Paraná, assim como um comentarista da ESPN Brasil sofrendo com a brincadeira ao vivo. Para você fugir da brincadeira, fique esperto nas seis dicas abaixo:

Seis dicas para fugir do "gemidão do WhatsApp"

1

Desconfie de todos e todas

Recebeu um vídeo que parece inocente em um grupo com alto perigo de "gemidão"? Vá com calma. É claro que muitas vezes clicamos impulsivamente - e a pessoa que compartilha o vídeo nos induz a isso. Mas fique esperto a todo o momento e siga para a nossa dica de número dois.

2

Ache "spoilers" no restante da conversa

Se você está suspeitando de um vídeo, aguarde um pouco e deixe a conversa seguir no grupo. Mas cuidado: é comum que até quem já abriu o vídeo e caiu no "gemidão" entre na brincadeira para enganar outros e não passar vergonha sozinho. Mas depois de algum tempo sempre tem aquele amigo revoltado que acaba abrindo o bico...

3

Abrir vídeo em público? Não é um bom momento...

Se for abrir o vídeo mesmo assim, que tal não abrir em público? Não adianta nem mesmo deixar o som baixo - o "gemidão" é colocado no vídeo com o som estourando para que a pessoa passe vergonha de qualquer jeito. Segurar a empolgação para abrir o vídeo mais tarde pode te salvar de passar vergonha na fila da farmácia.

4

Deixe o celular sem som

Uma dica que funcionará é abrir o vídeo sem som. Dessa forma, você pode ver se o vídeo faz sentido com o que a pessoa comentou antes ou se a cena pornográfica aparece na tela em algum momento.

5

Fone de ouvido já salvou muita gente

Essa dica é infalível e te fará passar menos vergonha: coloque o fone de ouvido para ouvir vídeos ou áudios no WhatsApp. É claro que isso não impedirá que o gemidão saia em alto e bom som nas suas orelhas - e talvez, dependendo do som do ambiente, a pessoa mais próxima a você vai ouvir também. Só que vai diminuir bastante a vergonha, né?

6

Ouça o áudio (ou o gemido, né...) com o celular no ouvido

O famoso "gemidão" também tem aparecido por aí em áudios. Uma das formas de amenizar aquela baita vergonha com o som do gemido é, se você estiver sem um fone de ouvido, ouvir o áudio com o celular colado no ouvido, amenizando o som. Isso também evitará que muita gente dê risada da sua cara vermelha após cair na brincadeira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos