Samsung

Do S ao S9: confira a evolução ano a ano dos celulares da Samsung

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

A Samsung acabou de anunciar seus mais novos celulares top de linha: o Galaxy S9 e S9 Plus. O modelo representa basicamente um pouco de "mais do mesmo" em relação ao último S8. Contudo, se olharmos para o passado e lembrarmos do primeiro S, a evolução é incrível.

O primeiro Galaxy foi anunciado em março de 2010, há oito anos. De uma pequena tela de quatro polegadas às atuais de mais de seis, é visível o quanto a linha S mudou. Confira abaixo a evolução do design dos celulares da empresa sul-coreana. 

Veja também: 

Reprodução
Reprodução

Galaxy S (2010)

Tinha câmera de 5 MP na traseira (alguns modelos tinham câmera VGA na frente), armazenamento entre 2 GB e 16 GB (expansível para 64 GB), 512 MB de RAM e bateria de 1.500 mAh. A tela de quatro polegadas chamava a atenção por ser maior que de outros modelos no mercado (o iPhone tinha tela de 3,5 polegadas). Esse marcou a linha S pelos ano seguintes.
Divulgação
Divulgação

Galaxy SII (2011)

Ampliou a tela para 4,3 ou 4,5 polegadas e o armazenamento chegou a 32 GB. A RAM chegou a 1 GB, e a bateria, a 1.800 mAh. Já a câmera traseira era de 8 MP, enquanto a frontal tinha 2 MP.
Divulgação
Divulgação

Galaxy SIII (2012)

A tela continuou crescendo: chegou a 4,8 polegadas, com o armazenamento de até 64 GB. A RAM passou a ter três tamanhos diferentes: 1, 1,5 e 2 GB. A bateria era de 2.100 mAh, sem evolução notável nas câmeras. Trouxe uma tecnologia que permitia usar mais de um app ao mesmo tempo, em tela dividida. Virou objeto de desejo.
Divulgação
Divulgação

Galaxy S4 (2013)

A tela foi para 5 polegadas, enquanto o armazenamento permaneceu em 64 GB. A RAM era de 2 GB, e a bateria contava com 2.600 mAh. A câmera traseira chegou a 13 MP, e a frontal seguiu em 2 MP. O novo celular chegou com diversos recursos que tornavam o aparelho mais "smart", como barômetro, capacidade de medir temperatura do ar.
Ana Ikeda/UOL
Ana Ikeda/UOL

Galaxy S5 (2014)

Tela de 5,1 polegadas e RAM entre 2 GB e 3 GB, já o armazenamento ficou igual. O celular, com bateria de 2.800 mAh, ganhou resistência à água, leitor de digitais e a capacidade de gravar vídeos em 4K. A câmera foi para 16 MP na traseira e tinha 2 MP na frontal. O visual que lembrava um band-aid não convenceu, e o principal designer do aparelho, Chang Dong-hoon, pediu demissão.
Larissa Leiros Baroni/UOL
Larissa Leiros Baroni/UOL

Galaxy S6 (2015)

A Samsung adotou três modelos: o S6, o S6 edge e o S6 edge+. A tela podia chegar a 5,7 polegadas no edge+, que trouxe pela primeira vez tela curva nas laterais. O armazenamento chegou a 128 GB, e o RAM, a 4 GB. A bateria máxima é de 3.000 mAh na versão mais cara. Sua câmera tinha 16 MP na traseira e 5 MP na frontal. A Samsung estava de volta jogo.
Divulgação
Divulgação

Galaxy S7 (2016)

Manteve as tendências. Pela primeira vez, apareceram o display always-on e a câmera dual pixel. A resistência à água ficou maior, com certificação IP68. Sem mudanças no RAM e armazenamento, mas a bateria chegou a 3.600 mAh no edge. As câmeras eram de 12 MP na traseira e 5 MP na frente.
Vinicius Andrade/UOL
Vinicius Andrade/UOL

Galaxy S8 (2017)

O S8 fez muito barulho: com tela "infinita", eliminou os botões físicos para deixar a frente do aparelho quase sem bordas. O celular chegou a 6,2 polegadas de tela, em um tamanho de corpo próximo ao do S7. Apesar do armazenamento seguir o mesmo, houve uma versão com 6 GB de RAM. Sua câmera era de 12 MP na traseira e 8 MP na frente.
Márcio Padrão/UOL
Márcio Padrão/UOL

Galaxy S9 (2018)

Manteve o design do S8, sem grandes mudanças. Pela primeira vez, a câmera dupla chegou à linha S --mas sem evoluções no MP. Como novidade, a abertura variável na câmera que garante fotos melhores no escuro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos