iPhone X

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

A Apple anunciou no dia 12 de setembro a sua nova linha de iPhones. Confirmando uma série de rumores, o nome escolhido para o modelo comemorativo foi o iPhone X  (segundo a empresa, se fala "dez" e não "xis" ou "équis", na pronúncia em inglês). 

Em seu 10º aniversário, o iPhone apresentou grandes mudanças relacionadas aos modelos anteriores, principalmente em relação ao seu design. Mesmo tendo algumas características que já estão presentes em celulares concorrentes há algum tempo, a vantagem da Apple foi justamente ter aprimorado muitas dessas ideias.

O novo smartphone possui tela de 5,8 polegadas, câmera traseira dupla com 12 MP e 7 MP na câmera de selfie. Ele será vendido com 64GB e 256GB de armazenamento. A memória RAM não foi especificada. 

Veja abaixo todos os detalhes e análises sobre o iPhone X. Se quiser saber ainda mais, clique no link das matérias.

Ficha técnica: iPhone X

Tela: 5,8 polegadas OLED
Sistema Operacional: iOS 11
Processador: Apple A11 Bionic
Memória: 64 / 256 GB de armazenamento; memória RAM não especificada
Câmeras: 12 MP dupla (principal) e 7 MP (frontal)
Dimensões e peso: 143,6 x 70,9 x 7,7 mm e 174 gramas
Bateria: não especificado
Preço: US$ 999 (64 GB) e US$ 1.149 (256 GB)

Tudo sobre o iPhone X

Reprodução
Reprodução

iPhone com carregamento sem fio: veja todos os destaques do aparelho

A Apple finalmente acabou com a espera dos consumidores e anunciou os novos modelos da linha iPhone. No ano em que a geração de produtos comemora 10 anos, a empresa deixou as surpresas mais quentes para a edição comemorativa batizada de iPhone X (lê-se iPhone 10). As novidades que mais levantaram a plateia do evento realizado no novíssimo Apple Park couberam, mesmo, ao iPhone X, que promete ser um dos melhores celulares no mercado. E listamos elas.
Compartilhe
Reprodução
Reprodução

Você percebeu? Novo Face ID do iPhone X falhou no primeiro teste

A Apple anunciou o recurso Face ID como um dos grandes destaques do aguardado iPhone X. No entanto, a tecnologia, que permite que seu aparelho seja desbloqueado simplesmente quando você olha para ele, deixou a maçã em maus lençóis já durante seu primeiro teste. Na primeira demonstração do produto, o recurso falhou por duas vezes seguidas. Quem demonstrou a ferramenta foi Craig Federighi, vice-presidente sênior de engenharia de software da companhia. E o coitado do executivo ficou sem jeito.
Compartilhe
Reprodução
Reprodução

E se o ladrão me roubar? Apple tem plano para proteger novo Face ID

Durante a apresentação do novo iPhone X, que marca uma grande mudança na linha de smartphones da Apple, a companhia apresentou também o Face ID. O recurso permite que o celular seja desbloqueado pelo rosto do usuário, bastando a pessoa olhar para o aparelho. Isso, contudo, gerou questões relacionadas à segurança do processo. Uma dúvida que pairou na cabeça de muitas pessoas é: e se um ladrão ou um policial mal intencionado tomar o meu iPhone de mim? Bastará ele apontar para o meu rosto que terá acesso ao aparelho?
Compartilhe
Reprodução
Reprodução

Graças à Apple, tecnologia de 50 anos chega às massas

Graças ao novo iPhone X da Apple, o reconhecimento facial pode finalmente estar prestes a fazer sucesso com os consumidores. A tecnologia, desenvolvida pela primeira vez na década de 1960, vinha sendo relegada ao domínio de órgãos governamentais e empresas de alta segurança. Mas, se seguir o mesmo caminho de lançamentos anteriores da Apple, como os sensores de impressão digital, é apenas questão de tempo para que essa tecnologia também comece a aparecer em casas, lojas e em outros telefones.
Compartilhe
Divulgação/arte
Divulgação/arte

Sete coisas que o iPhone X promete e que outros celulares já fazem

Mais um capítulo da antiga guerra iPhone x Android. Quando o iPhone X veio ao mundo, a Apple se vangloriou de algumas novidades, como o reconhecimento de rosto para desbloquear o celular, a tela grande sem bordas e o carregamento sem fio. Tudo novo na Apple, mas não na concorrência. Esses e outros recursos que listamos já apareceram antes em outros celulares, com meses ou até anos de vantagem.
Compartilhe
Reprodução
Reprodução

Você sabia que dá para trazer um iPhone novo dos EUA sem ser taxado?

Os novos modelos do iPhone mal foram lançados e com certeza os fãs da Apple aqui no Brasil já estão se organizando para adquirir os smartphones (pelo menos aqueles que estão dispostos a pagar uma boa grana por eles) no mercado internacional. As vendas mundiais do iPhone 8 e 8 Plus (a partir de US$ 699) começam nesta sexta-feira (22), mas o Brasil não está na lista. A expectativa é que os modelos 8 e 8 Plus só comecem a ser vendidos oficialmente aqui lá para novembro ou dezembro, como ocorreram em anos anteriores. O iPhone X (que custa a partir de US$ 999) deve ainda demorar para chegar no Brasil.
Compartilhe

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos