Não é "Black Mirror": veja dez inventos do futuro que estão entre nós

Do UOL, em São Paulo

  • Arte/UOL

A tecnologia existe para facilitar ou melhorar nossas vidas em diversos sentidos. Ela resolve problemas antigos, antecipa-se a futuros problemas ou traz mais qualidade de vida. Mas por mais que estejamos evoluindo, sempre haverá novas demandas da vida cotidiana a serem resolvidas.

Novos e bons produtos tecnológicos dependem de um monte de coisas, como muita pesquisa e desenvolvimento, além de ajustar o produto à realidade econômica do público e vencer a resistência inicial dos céticos. Mas aos poucos eles surgem e mudam nossas vidas sem que percebamos, vide o iPhone --e seus concorrentes-- há dez anos.

Veja também

Mas enquanto você está lendo isso, empresas menores sem a popularidade e o orçamento da Apple ou Samsung estão trabalhando para nos trazer inventos que em maior ou menor grau vão trazer mais eficiência às suas tarefas, como escovar os dentes, carregar a mala no aeroporto ou amarrar os sapatos.

Veja uma seleção abaixo e em que estágio de desenvolvimento eles estão. Só esperamos que nada disso crie novos problemas para a gente, como a série "Black Mirror" da Netflix costuma retratar.

Divulgação
Divulgação

Tênis que se amarra sozinho

Já faz uns dois anos que o sapato com cadarço automático do filme "De Volta para o Futuro 2" vem se tornando uma realidade mais ou menos palpável. Em 2015, ano em que Marty McFly e Emmett Brown conheceram o futuro no segundo filme, vimos a Nike presentear o ator Michael J. Fox com o Air Mag, o primeiro tênis com a nova tecnologia. Foram poucas unidades que foram leiloadas. No ano passado, a empresa veio com o primeiro tênis comercial do gênero: o HyperAdapt 1.0, à venda por enquanto no Japão, China e Reino Unido. O preço? US$ 720, ou R$ 2.360. No eBay o produto é encontrado a partir de R$ 2.830.
Compartilhe
Divulgação
Divulgação

Cofre que conta moedas

Esse é simples no nível "como ninguém pensou nisso antes?". E de fato é um produto que já está por aí há pelo menos dois anos, mas nem todos conhecem. O cofre tem um contador digital que mede quanto dinheiro já foi colocado ali dentro, com uma peça que mede o diâmetro das moedas e assim "sabe" o valor de cada uma que entrou ali. Em sites de compras como o Mercado Livre é possível adquirir um cofre-porquinho desses, com fabricantes genéricas.
Divulgação
Divulgação

Um termômetro melhor e mais rápido

O termômetro tradicional, aquele com mercúrio, deixará de ser vendido no Brasil até 2019. Seu substituto já está por aí há um tempo. É o termômetro digital, que mede a temperatura do corpo com componentes elétricos mas usando o mesmo princípio: deixá-lo encostando a pele do febril por alguns minutos --algo bem difícil com bebês e crianças. Este termômetro da Nokia chamado Thermo usa 16 sensores infravermelhos para medir a temperatura em apenas dois segundos encostando o produto na têmpora. Ele já existe e custa 99,95 euros lá fora (R$ 386).
Getty Images
Getty Images

Espelho antiembaçante

Outro produto tecnicamente atraente e ainda não muito popular é o espelho antiembaçante para banheiros, que impede que o vapor do chuveiro elétrico deixe o vidro todo opaco e molhado. É basicamente uma película adesiva de aquecimento instalado atrás do espelho e ligada à rede elétrica. Ela fornece energia térmica, o que impede o embaçamento. No Brasil, uma das empresas que vende isso é a Hot Mirror, que cobra cerca de R$ 200 (sem mão de obra) para uma superfície de 50 cm².
Divulgação
Divulgação

Suporte para qualquer celular ou tablet

O Keizus Quadopod + Clamp é um suporte vendido lá fora que parece um bonequinho, mas justamente por isso ele tem muito mais articulações. Logo, entrega ao usuário mais versatilidade ao segurar o celular ou o tablet. Com juntas rotativas, pode tanto ficar à mesa quanto no apoio do banco passageiro do carro, para as crianças do banco de trás verem vídeos no aparelho. Na Amazon gringa é vendido por um preço um pouco salgado: US$ 65,09 (R$ 212), fora taxas e fretes.
Divulgação
Divulgação

Mala robô

A Travelmate é uma mala com rodinhas que não vai mesmo te exigir esforço: ela anda sozinha, te seguindo para onde for e evitando obstáculos graças a sensores. "Ela se integra com o seu smartphone para realizar tarefas complexas que nenhuma outra mala pode fazer. Pode se mover verticalmente ou horizontalmente com facilidade", diz a página da mala na plataforma de financiamento coletivo Indiegogo. Agora a notícia ruim: mesmo que já tenha cumprido a meta de arrecadação em janeiro deste ano, e tenha preço final --US$ 499, ou R$ 1.631-- o produto ainda não foi entregue aos consumidores. Vamos torcer para que aconteça.
Divulgação
Divulgação

Câmera que responde a piscadas

Esta é a Blincam, uma pequena câmera anexada aos óculos que por meio de um sensor de movimento consegue distinguir uma forte piscadela de outra natural. Ao perceber esse tipo de gesto, automaticamente vai disparar e tirar a foto. O objetivo, segundo a fabricante homônima, é que o usuário nunca mais perca de fotografar algo urgente que esteja diante de seus olhos, dispensando qualquer uso do celular para isso. O problema é que isso pode alimentar a mania de perseguição das pessoas. No mais, está em pré-venda no Japão (com entrega internacional, taxas extras) por US$ 249 (R$ 814).
Divulgação
Divulgação

Scanner de lixo

Anexe esse pequeno aparelho ao seu recipiente de lixo que ele será um assistente de compras caseiras. "Escaneamento de código de barras e reconhecimento de voz diretamente no seu compartimento para ajudá-lo a economizar tempo e dinheiro. É a sua lista de supermercados facilitada", diz o site do produto, chamado Genicam. Os itens de compra são salvos em uma lista em seu smartphone ou entregues pelo serviço Amazon Dash, que não funciona no Brasil. Custa US$ 149 (R$ 487), mais taxas de envio internacional.
Divulgação
Divulgação

Escova de dente com câmera

A Prophix, escova de dentes eletrônica da empresa americana Onvi, tem uma câmera integrada para que você veja em tempo real todos os detalhes da sua boca durante a escovação, usando seu celular como monitor. Isso em tese ajuda você a ver lugares difíceis de alcançar. A sincronização ocorre com Bluetooth e Wi-Fi e você pode até tirar fotos e mostrá-las ao seu dentista na próxima consulta. No site fala em "pré-venda e entrega para outono de 2017" (no Hemisfério Norte), mas não deixa claro se os primeiros clientes já foram contemplados. De qualquer forma, custa caro: US$ 299 (R$ 977).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos