Queda do Corinthians a Maradona: 13 patrocínios de tecnologia inesquecíveis

Do UOL, em São Paulo

  • Diego Padgurschi/Folha Imagem

    Samsung estava no peito do Corinthians em ano de rebaixamento (mas de título também)

    Samsung estava no peito do Corinthians em ano de rebaixamento (mas de título também)

As empresas de tecnologias têm uma relação bem próxima com times de futebol ao redor do mundo. Algumas têm parceria histórica e duradoura com times, enquanto outras marcaram época no pouco tempo que tiveram nas agremiações.

O UOL Tecnologia separou alguns casos (entre vários outros) marcantes e memoráveis de empresas de tecnologia patrocinando times de futebol pelo mundo. E olha que rolou Maradona divulgando Super Nintendo, Edmundo com um Nintendo no peito, rebaixamento do Corinthians...

Veja também: 

Se liga só em alguns patrocínios que marcaram época:

Samsung - Corinthians, Palmeiras, Chelsea...

A imagem do zagueiro Betão chorando na saída do gramado Estádio Olímpico, em Porto Alegre, foi a mais marcante do rebaixamento do Corinthians à Série B do Brasileiro. No peito, lia-se a marca Samsung. Mas a marca também viu glórias na camisa alvinegra: em 2005, já estava no clube na época do título brasileiro com Carlitos Tevez e companhia. A Samsung também patrocinou outras diversas equipes como Palmeiras (entre 2009 e 2010) e é muito lembrada no Chelsea (2005 a 2014).

LG - São Paulo

A LG marcou era no São Paulo. A empresa ficou no clube do Morumbi de 2001 a 2009, participando de um dos ápices da história recente tricolor com multiconquistas - incluindo três Brasileiros, uma Libertadores e um Mundial. A marca ainda patrocinou uma série de outros times no Brasil e no mundo.

Nintendo - Fiorentina

Essa é uma das camisas mais icônicas e procuradas do futebol graças ao patrocínio. Fãs de videogame e futebol são ávidos por esse patrocínio da Nintendo no belo uniforme da Fiorentina, utilizado durante o período de 97 a 99. A camisa foi usada por lendas como Gabriel Batistuta e o craque brasileiro Edmundo.

Super Nintendo - Sevilla

Diego Maradona com um Super Nintendo estampado no peito. Essa cena rolou na temporada 92/93, quando a empresa de videogames colocou sua marca na camisa do Sevilla. A camisa também é apreciada por muitos fãs de uniformes icônicos.

Siemens - Real Madrid

Quem não se lembra do galático Real Madrid com Ronaldo, Roberto Carlos, Figo, Zidane, Raúl e companhia no início dos anos 2000? Pois então você sabe que o patrocínio na camisa dessas feras era da Siemens Mobile ou só Siemens, que fabricava celulares antes deles serem "smart", entre outras tecnologias. O patrocínio durou de 2002 a 2007, mesmo depois da marca ser adquirida pela empresa taiwanesa BenQ.

Sony - Juventus

A Sony marcou presença na camisa da Juventus entre as temporadas de 1995 e 1998. Os tempos foram de glórias, com conquistas seguidas do Campeonato Italiano. O grande destaque, contudo, foi o título da Liga dos Campeões: lá estava a Sony no peito da equipe alvinegra. Inesquecível, né?

Philips - PSV

Mais de 30 anos de patrocínio. Tá bom pra você? Philips e PSV basicamente se convergiram em uma parceria que durou de 1982 até 2015. Pra falar a verdade, ambos guardam uma ligação ainda maior: o clube foi fundado em 1913 por funcionários da multinacional holandesa - o nome do time inclusive é Philips Sport Vereniging (algo como Associação Esportiva Philips).

Sharp - Manchester United

Um dos patrocínios com mais história no futebol. A Sharp, fabricante de eletrônicos, ficou na camisa do Manchester United de 1982 até o ano 2000. A parceria foi encerrada pouco após um dos momentos mais marcantes do emblemático uniforme: o emocionante título da Liga dos Campeões de 1999 com dois gols nos acréscimos do segundo tempo que deram o título do time inglês sobre o Bayern de Munique por 2 a 1.

Sega - Arsenal

A camisa do Arsenal já foi dominada por empresas de videogame. A equipe londrina, depois de ficar alguns anos com a também tecnológica JVC, estampou o logo do videogame Dreamcast e da própria Sega (fabricante do console) entre o fim da década de 90 e o início dos anos 2000. A Sega ainda patrocinou outros times, como Sampdoria, La Coruña, Saint-Etienne e JEF United (com direito a Sonic no uniforme).

Football Manager - Wimbledon

O game Football Manager, febre mundial no início dos anos 2000 e que segue vivo até hoje, é um dos patrocinadores do AFC Wimbledon há muito tempo. A equipe britânica mantém parceria com a Sports Interactive, produtora do game, desde o início dos anos 2000.

Xbox/Microsoft - Seattle Sounders

Outra parceria duradoura entre uma empresa de tecnologia e um time de futebol. A parceria foi iniciada em 2008 e segue até hoje - na atual temporada, o videogame Xbox está na camisa da equipe norte-americana. Vale lembrar que a Microsoft tem sede na região de Seattle.

Eidos - Manchester City

Antes de ser bilionário e contar com nomes como o técnico Guardiola ou o atacante Gabriel Jesus, o Manchester City teve o patrocínio da produtora de games Eidos entre os anos de 1999 e 2002. Na época, jogadores do time posaram até com um boneco de Lara Croft - o game Tomb Raider era produzido por lá.

Commodore - Bayern de Munique

Lembra da Commodore? A marca que fazia computadores pessoais foi uma patrocinadora recorrente de alguns times europeus na década de 80. Ele foi produzido entre 82 e 94. Entre os times com o logo no peito estiveram atuais gigantes como Bayern de Munique, PSG e Chelsea.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos