Da câmera melhor ao fim da entrada do fone: veja o que é novo no iPhone 7

Do UOL, em São Paulo

O iPhone 7 foi lançado na quarta-feira (7) em evento da Apple em San Francisco, explicando todos os incrementos dos novos produtos. Algumas melhorias são sempre esperadas e um pouco óbvias, como as melhorias nas câmeras e processadores mais rápidos. Outras, como o fim da entrada do fone de ouvido de 3,5 mm e o botão home táptico que vibra, são inéditas na linha.

Explicamos abaixo como são as mudanças trazidos pelos iPhones 7 e 7 Plus e o quanto vão melhorar (ou não) a experiência do usuário.

Reprodução
Reprodução

Melhorias na câmera principal

O iPhone 7 tem uma câmera simples de 12 MP, enquanto o 7 Plus tem um sistema de duas câmeras de 12 MP (ver próximo item). Tanto o 7 quanto o 7 Plus ganharam abertura de luz 1.8, sistema de seis lentes (que juntas recebem mais luz), flash True Tone de quatro LEDs (que preserva melhor as cores) e estabilização ótica de imagem (que evita tremidos). Este último item foi lançado só no 6S Plus e agora estará nas versões normal e Plus.
Divulgação
Divulgação

Sistema de câmera dupla no 7 Plus

A câmera do 7 Plus foi um dos destaques do lançamento por seu sistema de câmeras duplas de 12 MP com lentes grande-angular e teleobjetiva. As duas garantem um zoom óptico de 2x e digital até 10x. Elas trabalham juntas para combinar uma única imagem que melhora a profundidade de campo em situações com objetos próximos e à distância simultaneamente.
Beck Diefenbach/Reuters
Beck Diefenbach/Reuters

Adeus à entrada de fone física

Uma das medidas mais polêmicas foi a retirada da entrada de 3,5 mm para fones de ouvido. Dessa forma, os iPhones novos permitem duas opções para usar fones: um com fio de conector para a porta Lightning própria da Apple (que vem na caixa), ou um sem fio Bluetooth vendido separadamente. No anúncio, a Apple defendeu sua visão de uma experiência sem fio, e se achando "corajosa" por abolir a popular entrada. Na esteira desse anúncio vieram novos fones de ouvido da própria Apple (ver mais abaixo).
Reprodução
Reprodução

Novo botão home que vibra

O novo botão home do iPhone 7 não é mais um botão físico como os anteriores; por meio de uma peça chamada Taptic Engine, ele fornece respostas táteis, isto é, vibratórias, conforme a pressão do dedo. Essas respostas podem ser personalizadas pelo usuário com mais ou menos vibração.
Reprodução
Reprodução

Processador mais potente

Uma das mudanças menos surpreendentes --mas sempre bem vindas -- é um novo processador 64 bits, que segue a lógica até no nome: do A9 do ano passado, virou o A10, adicionado com o nome "Fusion". A Apple não anunciou o clock do chip, preferindo como de costume trazer dados mais subjetivos, como "duas vezes mais rápido que o iPhone 6" (que saiu de linha) e "a maior duração de bateria em um iPhone", significando que ele deve consumir menos energia no desempenho.
Reprodução
Reprodução

Câmera frontal de 7 MP

A câmera frontal dos iPhones evoluiu duas vezes em dois anos: dos 1,2 MP do modelo 6, subiu para 5 MP nos 6S do ano passado, e agora para 7 MP. Ela também traz captura de ampla tonalidade de cores, estabilizador ótico e gravação de vídeo Full HD (1080p), contra os 720p da câmera do ano passado.
Reprodução
Reprodução

Tela mais clara e com mais cores

Os iPhones novos mantiveram as mesmas medidas de tela da geração anterior: 4,7 polegadas (7) e 5,5 (7 Plus). As resoluções também são as mesmas: 1334 x 750 pixels e 1920 x 1080 pixels, respectivamente. O que mudou foi a iluminação, com 625 candelas por metro quadrado, contra 500 cd/m2 do iPhone 6S. O celular também ampliou sua gama de cores com o padrão P3, produzida pela lâmpada de xenônio usada em projetores de cinema digitais.
Reprodução
Reprodução

Bateria (um pouco) maior

Novamente a Apple não divulgou a capacidade de carga da bateria dos novos iPhones. Elas cresceram um pouco, mas a empresa diz isso de forma pouco clara, como nas frases "até uma hora a mais de duração comparada ao iPhone 6s Plus" (no caso do 7 Plus) e "até duas horas a mais de duração comparada ao iPhone 6s" (no 7). No quesito "uso da Internet", o 7 Plus aguenta até 13 horas em 3G, e o 7, até 12 horas. Para efeito de comparação, o iPhone 6S Plus aguenta até 12 horas, e o 6S, até 10 horas.
Reprodução
Reprodução

Resistência à água

Esses são os primeiros iPhones que se vangloriam de ter resistência à água com proteção IP67. Os aparelhos possuem certificação IP67, o que significa que são protegidos contra imersão temporária de até um metro por 30 minutos. Mas outras marcas já usavam proteção IP67 e a superior IP68 em seus modelos, como Sony e Samsung.
Reprodução
Reprodução

Recebe mais dados na internet móvel

Uma melhoria pouco celebrada no anúncio foi o fato do sinal de celular 4G LTE conseguir agora operar com até 450 Megabits por segundo, em até 25 bandas diferentes. A geração anterior trabalha com LTE de 300 Mbps.
Reprodução
Reprodução

Armazenamento maior: fim dos 16 GB

Como os modelos 16 GB das gerações anteriores já não estavam sendo mais suficientes para armazenar tudo, a Apple resolveu o problema como ela sabe fazer: acabando com o modelo antigo. Tanto a linha 7 quanto a 6S só contam com modelos a partir de 32 GB. Agora só o iPhone SE tem versão 16 GB. E claro, nenhum deles conta com entrada para cartão de memória externo.
Reprodução
Reprodução

Som estéreo

Pela primeira vez, o iPhone vem com alto-falantes estéreo, além de ter dobrado a saída de áudio em relação ao iPhone 6s. Uma das saídas ficará na extremidade superior, e a outra, na inferior.
Divulgação
Divulgação

Novas cores preto e preto brilhante

Além das cores prata, ouro e rosa dourado da geração anterior, o iPhone 7 e 7 Plus ganharam opções pretas: uma mais fosca, parecida com as outras cores, e a "preto brilhante", cor obtida com um processo em nover etapas de anodização e polimento. A essa altura pouca gente lembra que o primeiro iPhone, lançado em 2007, já era preto e essa opção perdurou até o modelo 5S. Agora ele está de volta.
Reprodução
Reprodução

Novos acessórios: fone sem fio e mais

Surgiram os comentados fones sem fio próprios da Apple, os Airpods. Ele terá até cinco horas de audição com uma única carga, mas acompanha um case que fornece mais de 24 horas de duração da bateria. Além disso, a linha de fones premium Beats ganhou os modelos sem fio Beats Solo3, Powerbeats3 e BeatsX. Esses dois únicos, voltados para atividades físicas, são "wireless mas com fio", isto é, são unidos os lados esquerdo e direito por um fio por trás do pescoço --algo que contradiz um pouco o "futuro sem fio" promovido pela Apple. Há ainda um dock para carregar o iPhone 7 com uma entrada extra de fone com fio 3,5 mm. Ele vai custar R$ 379 no Brasil.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos