Sem medo de fantasma, visite mortos ilustres com o Google Street View

Fabio Andrighetto

Colaboração para o UOL, em São Paulo

  • Hélvio Romero/Estadão

Inaugurado em agosto de 1858, o cemitério da Consolação é o mais antigo em funcionamento da cidade de São Paulo. Monteiro Lobato, Oswald de Andrade, Mário de Andrade, Washington Luís, Campos Sales, Tarsila do Amaral e Domitila de Castro, a marquesa de Santos, são alguns dos ilustres enterrados lá.

Que tal fazer um passeio pelo local? O tour pode ser feito pelo Google Street View, que também oferece outros conhecidos cemitérios espalhados pelo mundo.

Além dos túmulos dos ilustres, o cemitério da Consolação é um museu de arte com esculturas de Victor Brecheret, Antelo Del Debbio, Nicolina Vaz de Assis, Bruno Giorgi e Amedeo Zani, entre outros.

Mas antes de entrar nessa necrópole, temos que alertar sobre uma figura incomum vista no reflexo de algumas tumbas. O homem caminhando com uma mochila estranha não é um fantasma. Ele é o "trekker" do Google. Nos lugares onde um carro não pode registrar as imagens, uma pessoa caminha usando o equipamento de captura adaptado a uma mochila.

Para encontrar os sepulcros listados abaixo, coloque as coordenadas no endereço do Google Maps e jogue o bonequinho amarelo o mais próximo possível do ponto vermelho indicado. Se você não cair em frente ao jazigo, procure ao seu redor.

Reprodução
Reprodução

Marquesa de Santos

(rua 1, terreno 3) Coordenadas: -23.55053471548553, -46.65677477615208: "Doadora das terras deste cemitério", diz a placa no túmulo de Domitila de Castro Canto e Melo (1797-1867). Famosa pelo relacionamento amoroso com dom Pedro 1º, as fofocas e os escândalos da primeira parte de sua biografia ofuscam a sua outra face. Depois de largar a corte no Rio de Janeiro, ela se casou com o militar e político Rafael Tobias de Aguiar e se tornou benemérita da cidade de São Paulo, considerada quase como santa.
Reprodução
Reprodução

Monteiro Lobato

(quadra 25, terreno 2) Coordenadas: -23.55070582241494, -46.65583811552804: Criador do Sítio do Picapau Amarelo, José Bento Monteiro Lobato (1882-1948) também escreveu para o público adulto e foi um crítico ferrenho dos modernistas, com quem, agora, divide ironicamente a eterna morada.
Reprodução
Reprodução

Mário de Andrade

(rua 17, terreno 1) Coordenadas: -23.55078362477862, -46.65605658702233: Mário Raul de Morais Andrade (1893-1945) foi um dos fundadores do modernismo no Brasil e autor de "Macunaíma". Ele nasceu e morreu em São Paulo. Com Oswald de Andrade e outros intelectuais e artistas da época, realizou a Semana de Arte Moderna, em 1922.
Reprodução
Reprodução

Oswald de Andrade

(rua 17, terreno 17) Coordenadas: -23.55019078948144, -46.65642918788194: Outro grande nome do modernismo brasileiro, o escritor José Oswald de Souza Andrade defendeu Anita Malfatti das críticas de Monteiro Lobato. Ele foi casado com Tarsila do Amaral e, mais tarde, com Patrícia Galvão, conhecida como Pagu.
Reprodução
Reprodução

Tarsila do Amaral

(quadra 36, terreno 46) Coordenadas: -23.5517519118708, -46.65789948268124: A pintora e desenhista Tarsila do Amaral (1886-1973) produziu algumas das imagens mais icônicas do modernismo brasileiro, como o quadro "Abaporu". O túmulo da família de Tarsila foi vandalizado diversas vezes e, nas imagens, está deteriorado. É um dos jazigos mais difíceis de se encontrar usando o Google Street View.
Reprodução
Reprodução

Libero Badaró

(rua 17, terreno 8) Coordenadas: -23.55064894153558, -46.656144221613: Giovanni Battista Líbero Badaró (1798-1830), ou João Batista Líbero Badaró, foi jornalista, médico e político. Defensor da liberdade de imprensa e filiado à corrente liberal, criticou o governo brasileiro até ser assassinado. Sua morte causou comoção e muitos suspeitaram de que dom Pedro 1º fosse o mandante do crime.
Reprodução
Reprodução

Washington Luís

(quadra 22A, terreno 1ª) Coordenadas: -23.55185095934554, -46.6579572225904: O presidente da República Washington Luís Pereira de Souza (1869-1957) foi deposto pela Revolução de 1930 e viveu exilado por 17 anos. Quando voltou, Washington Luís dedicou-se à história do Brasil.
Reprodução
Reprodução

Antônio da Silva Prado

(quadra 29, terreno 2) Coordenadas: -23.55107517220985, -46.65649125576687: Antônio da Silva Prado (1778-1875), barão de Iguape e conselheiro do Império, foi deputado pelo Partido Conservador, senador, ministro da agricultura e o primeiro prefeito da cidade de São Paulo. Abolicionista, participou da elaboração da Lei Saraiva-Cotegipe (lei dos sexagenários) e do projeto da Lei Áurea.
Reprodução
Reprodução

Luís Gama

(rua 12, terreno 17) Coordenadas: -23.55051202435453, -46.65656932643617: O poeta autodidata Luís Gonzaga Pinto da Gama (1830-1882), filho de uma africana livre e de um português, foi vendido como escravo aos dez anos. Luís Gama fugiu, iniciou carreira no exército e foi um dos fundadores da imprensa humorística paulista, com a publicação "Diabo Coxo".
Reprodução
Reprodução

Ramos de Azevedo

(rua 24, terreno 15A e 15B) -23.55164348055186, -46.65845783652776: O engenheiro e arquiteto Francisco de Paula Ramos de Azevedo (1851-1928) assina muitos dos prédios da Belle Époque paulistana, entre eles estão o portal do Cemitério da Consolação, o Mercado Municipal, a Casa das Rosas, a Escola Politécnica, a Pinacoteca do Estado de São Paulo e a agência central dos Correios.
Reprodução
Reprodução

Campos Sales

(quadra 82) Coordenadas: -23.55095723708544, -46.65939497312988: Manuel Ferraz de Campos Sales (1841-1913), foi deputado, ministro da Justiça e presidente da República. Conhecido pelo apelido "Campos Selos", por causa do imposto do selo de seu mandato, ele se dedicou ao combate da inflação e da dívida externa.
Reprodução
Reprodução

"Grande Anjo"

Coordenadas: -23.55028707503412, -46.65539990233884: Símbolo da mescla da arte clássica com a arte moderna, a obra do escultor ítalo-brasileiro Vitor Brecheret (1894-1955) foi concluída em 1938
Reprodução
Reprodução

Mausoléu da família Matarazzo

Coordenadas: -23.55091321229381, -46.65932340369068: O mausoléu da família Matarazzo --donos de indústrias de mesmo nome-- é o maior da America Latina e também vale a visita.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos