Conheça 15 termos de busca no Google que te trarão imagens escabrosas

Do UOL, em São Paulo

  • iStock

A internet pode ser um lugar bem estranho, dependendo de como você navega. Se você seguir pelo caminho errado, como uma busca no Google por termos que levem a resultados extremamente desagradáveis, isso poderá estragar o resto do seu dia, sobretudo se você for uma pessoa sensível a imagens fortes.

Por conhecimento empírico --ou seja, alguém um dia fez uma "busca proibida" e encontrou o que não devia-- circulam pela internet uma série de listas de termos de busca que vão te entregar coisas graficamente nojentas, agoniantes ou assustadoras, sendo muitos deles ligados a doenças, filmes chocantes ou bizarrices da natureza. E se após a busca você resolve clicar na aba "imagens" dos resultados do Google, aí vai entender na prática o que estamos falando.

Por isso, mostramos abaixo um compilado de 15 termos sinistros, seja para atiçar sua curiosidade mórbida ou para te manter prevenido e nunca usar esses exatos termos ou muito parecidos --afinal, seu filho um dia poderá procurar maracujás para ilustrar alguma tarefa de casa e aí, abrir um portal para o inferno no monitor do PC.

Ah, as imagens abaixo obviamente são visualmente seguras porque são alegóricas e não retratam fielmente o que a busca de imagens desses termos vai te mostrar no Google.

Reprodução/YouTube
Reprodução/YouTube

Calcanhar de maracujá (ou miíase)

A miíase é uma doença produzida pela infestação de larvas de moscas em pele ou outros tecidos de animais. Essa doença é popularmente conhecida como "calcanhar de maracuja" porque o hábito de andar descalço amplia o risco de larvas ou ovos de moscas que estão no chão se instalarem em feridas ou pequenos cortes nos pés.
Reprodução
Reprodução

Homem-árvore

Não tem nada a ver com o Groot, membro do grupo de super-heróis Guardiões da Galáxia. A epidermodisplasia verruciforme ou doença de Lewandowsky-Lutz é uma doença que faz surgir verrugas na pele, às vezes fazendo com que a pele pareça com raízes de árvore.
Reprodução
Reprodução

Mordida de aranha marrom recluso

As picadas das aranhas marrom recluso, do gênero Loxosceles, podem causar necrose do tecido atingido, falência renal e, em alguns casos, morte. Necrose, por sua vez, é por si só outro termo a se evitar no Google Imagens, pois é a morte de célula ou de tecido orgânico. Na prática, é algo bem feio de se ver em fotos.
Reprodução
Reprodução

Leucoplasia

É a formação de manchas brancas espessas dentro da boca. A maioria das manchas é benigna, mas algumas mostram sinais precoces de câncer. Agora tente imaginar a agonia que as fotos de leucoplasia podem te trazer.
Hagen Hopkins/Getty Images
Hagen Hopkins/Getty Images

Braindead

"Braindead" é o nome original de "Fome Animal", filme neozelandês de 1992 dirigido por ninguém menos que Peter Jackson (foto), das trilogias "Senhor dos Aneis" e "O Hobbit", no começo de carreira. Considerado pela crítica como um dos filmes mais "gore" (sangrentos) da história do cinema, conta a história de um cara cuja mãe foi mordida pelo Macaco Rato da Sumatra, que morre e acaba voltando como um zumbi faminto por seres humanos.
Reprodução
Reprodução

Harlequin fetus

As coisas começam a ficar bem pesadas aqui. Ictiose arlequim, também conhecido como "Harlequin Fetus" em inglês, é um raro distúrbio genético de pele que afeta bebês. O recém-nascido é coberto por placas de uma pele grossa que racham e se partem, resultando em um visual que lembra as fantasias de arlequim.
Marcelo Fonseca/UOL
Marcelo Fonseca/UOL

Lamprey disease

Não sabemos se isso é bom ou ruim, mas a tal doença da lampreia --um tipo de peixe sem maxilar e com ventosas, cuja boca é cheia de dentes curvos-- é na verdade uma farsa. Segundo o site de perguntas e respostas "Quora", em meados de 2007 um e-mail falso começou a circular nas redes sociais com imagens criadas no Photoshop de pacientes com ferimentos muito semelhantes às bocas das lampreias. Pode ser falso, mas se tentar pesquisar no Google, a agonia será bem real. Ah, o rapaz da foto acima é o músico Rodrigo Lampreia... sacou?
David Gray/ Reuters
David Gray/ Reuters

Krokodil

Este é o nome popular da desomorfina, um derivado da morfina que começou a circular na Europa e que causa danos graves como deixar a pele repleta de feridas, esverdeada e escamosa, que lembra um crocodilo.
Divulgação
Divulgação

Blue waffle disease

Outro boatão da internet que foi longe demais. Em 2010, como brincadeira de Primeiro de Abril, começou a circular a foto de uma vagina doente com a coloração azul, daí o nome bizarro para algo igualmente bizarro. Em 2011, um professor de ginecologia do Hospital da Universidade de Chicago concluiu que a fotografia foi "photoshopada" ou resultado de mutilações vaginais que não tem a ver com a inexistente doença. Mas ela ainda tá por aí, pronta para ser achada e te dar nojo no Google.
Doug Pizac/EFE
Doug Pizac/EFE

Degloving

Degloving, ou desluvamento, é uma lesão caracterizada pela separação da pele e do tecido subcutâneo, fazendo com que a pele dos membros saia como se fosse uma luva. Já deu pra sentir o drama, né?
Divulgação
Divulgação

Freaks (1932)

"Freak" é "aberração" em inglês, e normalmente é usado para nomear pessoas ou coisas com visual e/ou comportamento estranho. Mas neste caso falamos de um filme de terror de 1932 dirigido por Tod Browning, o mesmo diretor de "Dracula", filme clássico com Bela Lugosi como o vampiro. Em "Freaks", Browning escalou participantes de um circo com deformações reais, incluindo pessoas com microcefalia, e o resultado foi tão chocante na época que o filme foi banido dos cinemas do Reino Unido por 30 anos.
Divulgação
Divulgação

Rato-toupeira pelado

Essa espécie de rato pode sobreviver a condições que matariam outros mamíferos --inclusive os seres humanos-- em poucos minutos, em áreas com pouco oxigênio. Na prática, ele é bastante feinho e sem pelo algum, e pode te dar alguma agonia ao vê-lo em fotos.
Getty Images
Getty Images

Pé de chinesa

O termo vem dos pés de lótus, uma tradição chinesa de amarrar os pés das mulheres jovens em amarras apertadas para modificar o formato dos pés e impedir que eles cresçam naturalmente. Isso se tornou um padrão de beleza na cultura do país, mas há mais de 100 anos a prática foi banida. No entanto, ainda há mulheres vivas que mostram as deformidades do costume.
Getty Images
Getty Images

Dr. Pimple Popper

Sandra Lee é uma dermatologista conhecida como Dr. Pimple Popper, algo como "tiradora de espinhas". Ela se popularizou no YouTube por vídeos que vão redefinir o que você conhece como problemas de pele. Sandra se especializou em retirar furúnculos imensos que, quando estourados, resultam em uma verdadeira explosão de pus, sangue e outras secreções. Vale a pena mostrar para sua namorada que insiste em tirar seus cravos em lugares públicos.
Beatriz Vecchi/TV Gazeta
Beatriz Vecchi/TV Gazeta

Faces of death

"Faces da Morte", como foi chamado no Brasil", é uma série de documentários feitos iniciada em 1978 com o intuito de agregar diferentes formas de morrer ou matar, sejam seres humanos ou animais. Cultuado na época das fitas de vídeo VHS, o filme é cercado de lendas urbanas como o fato de ter sido banido em mais de 40 países (na verdade foram em "apenas cinco") e de trazer cenas reais de mortes. Na verdade boa parte das cenas foram falsas mesmo, embora não deixem de ser grotescas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos