As 4 mudanças do Twitter para tentar ser mais simples e ganhar novos usuários

Dave Lee

Repórter de Tecnologia da BBC News

  • Mike Blake/Reuters

    Jack Dorsey, cofundador do Twitter

    Jack Dorsey, cofundador do Twitter

O Twitter está mudando algumas de suas regras básicas de funcionamento para tentar facilitar seu uso e, ao mesmo tempo, atrair mais usuários.

Nos próximos meses, a rede social vai permitir que os usuários acrescentem mensagens multimídia aos tuítes, incluindo fotos e vídeos, sem que estes consumam o limite de 140 caracteres de cada mensagem.

Também haverá alterações na forma como são apresentadas as conversas entre os usuários.

Jack Dorsey, um dos fundadores e diretor-executivo do Twitter, disse à BBC que o objetivo é garantir que "quando as pessoas tuítam, as mensagens façam sentido".
Um analista comentou que estas medidas mostram uma "mudança positiva" na rede social, mas acrescentou que elas apenas solucionam "um dos sintomas" da dificuldade do Twitter para aumentar sua audiência.

Apesar das referências constantes a tuítes em várias notícias, o Twitter tido dificuldades para atrair novos usuários, um problema parcialmente atribuído ao fato de a ferramenta parecer ser confusa para alguns.

"Uma de nossas principais prioridades para este ano é realmente refinar nosso produto, fazer com que ele seja mais simples", disse Dorsey.

As mudanças

Além de fotos e vídeos não contarem mais entre os 140 caracteres de cada tuíte, a plataforma também terá outras mudanças.

O uso de nomes de outros usuários em resposta a outros tuítes também não será mais contado.

Os usuários poderão retuitar e citar seus próprios tuítes, o que vai permitir que eles resgatem mensagens antigas e acrescentem comentários a elas.

Qualquer novo tuíte que não seja resposta a uma mensagem alheia e que comece com o nome de usuário de outra pessoa poderá ser visto por todos os seguidores desta pessoa.

Esta última mudança acaba com um dos sistemas mais desconcertantes do Twitter: os tuítes que começavam com o nome de um usuário só eram vistos pelos seguidores de quem escrevia a mensagem se eles também seguissem o usuário citado no início do tuíte.

Para driblar esta regra, os usuários acrescentavam um ponto aos seus tuítes para que fossem vistos assim: .@nomedeusuario.

"Isso não fazia sentido para ninguém e as pessoas tinham que dar a volta (nesta regra). É feio e confuso", disse Dorsey à BBC.

Mais usuários

Brian Blau, analista da consultoria de tecnologia Gartner, diz não acreditar que essas mudanças consigam tornar o Twitter mais atraente a novos usuários.

"O problema central é atrair novos usuários e conseguir a lealdade deles ao longo do tempo", afirmou.

"Ainda não vimos nada do Twitter que me faça pensar que eles estão solucionando este problema fundamental."

As mudanças anunciadas na rede social não serão imediatas, mas ocorrerão ainda este ano.

O objetivo deste prazo é dar a oportunidade aos desenvolvedores de integrar as novas normas nos apps de terceiros e nas páginas da web.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos