'Desafio do morto' viraliza e divide opiniões na África do Sul

Uma onda recente na internet na África do Sul é ser fotografado fingindo-se de morto.

Mas nem todos aprovam o chamado #DeadPoseChallenge (desafio da pose de morto, em tradução livre).

O desafio requer que participantes fiquem imóveis, como no "desafio do manequim", antes de serem filmados e fotografados em poses mórbidas.

As fotos, contudo, passaram a se tornar mais produzidas, incorporando armas e referências sangrentas.

Há registros de gente fingindo estar enforcada, atropelada e até com martelos de mentira no pescoço.

Em um país que registra mais de 50 homicídios por dia (foram 18,6 homicídios no ano encerrado em março de 2016), muitos não viram graça na "pose de morto".

O adolescente que teria começado o desafio, Karabo Mnisi, minimizou as críticas e disse que a onda "não é diferente do desafio do balde de gelo", outra mania recente que se espalhou pelas redes sociais.

"É algo que realmente agitou a maioria dos sul-africanos nas redes sociais. Mas seguiremos em frente. Ou seja, temas como esse vêm e vão", afirma o jornalista multimídia Neo Motloung.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos