Facebook cancela plano de construir avião que transmite internet

Sarah Frier

  • John Thys/AFP

    Projeto não progrediu como esperado e encara concorrência de outras empresas

    Projeto não progrediu como esperado e encara concorrência de outras empresas

O Facebook abandonou os experimentos no campo da engenharia aeroespacial.

A empresa anunciou em postagem de blog, na terça-feira, que não projetará mais, nem construirá uma aeronave própria capaz de transmitir conectividade à internet em regiões com acesso limitado, projeto no qual vinha trabalhando desde 2014. Além disso, o Facebook está fechando as instalações no Reino Unido que gerenciavam design, desenvolvimento e testes com drones. A rede social construiu e testou o drone, chamado Aquila, mas nunca conseguiu empregá-lo.

O Facebook afirmou que há outras empresas do setor aeroespacial investindo no mesmo tipo de tecnologia. Por isso, chegou a hora de a empresa deixar a corrida. O Facebook informou que, em vez de construir, trabalhará com parceiros como a Airbus em tecnologias de conectividade em altitudes elevadas.

VEJA TAMBÉM

Apesar de no fim das contas não ter cumprido as ambições para o céu, o drone Aquila serviu como símbolo visível da inovação em uma empresa na qual todo o trabalho mais importante geralmente ocorre nos bastidores, em linhas de códigos de software.

O Aquila, exibido nas conferências do Facebook e, em determinado momento, apresentado em um laboratório de inovação na sede da empresa, era frequentemente mostrado como exemplo do importante trabalho que o Facebook realizava como parte da missão de conectar o mundo por meio da internet. A empresa continua trabalhando em outras tecnologias capazes de disseminar o acesso online.

O plano original, revelado em 2015, envolveu o uso de balões para elevar drones não tripulados com a envergadura de um Boeing 737 a uma altitude de 27.400 metros. Lá, eles voariam por até três meses e transmitiriam informações usando lasers. Em seu primeiro voo de teste, o drone sofreu uma falha estrutural quando chegava para pousar, mas a empresa afirmou que considerou o voo um sucesso.

"Conseguimos demonstrar a viabilidade de uma aeronave com esse design com dois voos de teste bem-sucedidos em escala completa", anunciou o Facebook na postagem de blog.

O drone Aquila fazia parte da iniciativa Internet.org da empresa, pensada para levar o acesso à web a bilhões de pessoas em todo o mundo que ainda não o têm, o que era uma prioridade do CEO Mark Zuckerberg. A empresa com sede em Menlo Park, na Califórnia, ainda está trabalhando nessas iniciativas, mas em maio transferiu Chris Daniels, chefe de produto do programa, para o comando do serviço de mensagens móveis WhatsApp. Além disso, no ano passado o Facebook mudou sua missão. Em vez de conectar o mundo, agora a empresa está focada em aproximar as pessoas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos