Sem depender da Samsung: Apple encontra novo fornecedor de telas pra iPhone

Min Jeong Lee e Sam Kim

  • Gabriel Francisco Ribeiro/UOL

    Tela OLED do iPhone X é feita pela Samsung

    Tela OLED do iPhone X é feita pela Samsung

A Apple contará em breve com um segundo fornecedor de telas de diodo emissor de luz orgânico (OLED) para os melhores iPhones, segundo pessoas a par do assunto. Esse é um passo fundamental da empresa americana para reduzir os custos do aparelho e a dependência em relação à Samsung, que vendeu as telas usadas no iPhone X.

A sul-coreana LG fornecerá inicialmente de 2 milhões a 4 milhões de unidades, quantidade pequena em comparação às vendas da Apple, que continua trabalhando para ampliar a capacidade. A afirmação foi feita por uma pessoa que não quis ser identificada envolvida no projeto.

Veja também: 

A mudança, no entanto, ajudaria a Apple a ganhar vantagem nas negociações de preço com a Samsung, a única fornecedora de telas OLED para o iPhone X e a principal rival da Apple no mercado de smartphones. O custo desse componente é um dos principais motivos para o preço inicial do iPhone X ser de US$ 1.000 (R$ 7 mil no Brasil).

Um acordo de fornecimento ajudaria tanto a Apple quanto a LG. A empresa com sede em Cupertino, na Califórnia, conseguiria comprar volumes significativos da LG para o modelo de iPhone do ano que vem em meio à tentativa de evitar a queda nas vendas de smartphones. A LG, por sua vez, precisa de uma nova fonte de receita devido à queda do preço das telas de cristal líquido.

"Garantir um segundo fornecedor de telas de OLED é fundamental para a Apple, porque permitirá que a empresa reduza sua dependência em relação à Samsung, atualmente a única fornecedora", disse Jerry Kang, analista principal sênior da IHS Markit. "Ao mesmo tempo, ajudará a acelerar a adoção ampla das telas OLED. Com mais fornecedores há mais volume e, consequentemente, preços menores."

As primeiras telas OLED da LG serão usadas em um dos novos modelos de iPhone com lançamento previsto para este ano, disseram as fontes. A LG quer fornecer todas as telas para esse modelo da Apple, mas ainda não está claro se a empresa conseguirá cumprir a meta. A remessa está sujeita a duas camadas de aprovação - a primeira delas esperada para em torno de julho.

A Apple e a LG Display preferiram não comentar. A LG Innotek, fornecedora da LG Display, reverteu os prejuízos e subia 0,4% em Seul. A Samsung Electronics e a LG Display caíam em meio a um recuo do mercado coreano como um todo.

A Apple planeja lançar um trio de smartphones ainda neste ano, dois deles com telas OLED. A decisão recente não sinaliza uma busca da Apple por adotar telas OLED em todos os seus iPhones no ano que vem, apenas uma diversificação dos fornecedores, disse uma das pessoas.

A LG Display vem investindo bilhões de dólares na tecnologia da próxima geração, que conta com cores mais precisas e uma estrutura mais fina do que a dos LCDs. Mas foi deixada para trás pela Samsung quando assinou um acordo para fornecer telas para os iPhones com OLED, mantendo o impulso no desenvolvimento de telas de maior porte.

A Apple também negocia com a chinesa BOE Technology Group o fornecimento de telas OLED para iPhones, informou a Bloomberg News em fevereiro.

- Com a colaboração de Mark Gurman.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos