Marissa Mayer, do Google, será nova diretora-executiva do Yahoo

  • Divulgação

    Marissa, 37, foi 20ª funcionária contratada pelo Google

    Marissa, 37, foi 20ª funcionária contratada pelo Google

Marissa Mayer, uma das principais diretoras do Google, será a nova diretora-executiva do Yahoo, segundo comunicado oficial da empresa divulgado nesta segunda-feira (16). O "New York Times", que adiantou a informação, afirma que o novo cargo faz de Marissa uma das mulheres mais poderosas do Vale do Silício, região dos Estados Unidos com grandes empresas de tecnologia.

Marissa, 37, foi a 20ª funcionária contratada pelo Google, em 1999, como a primeira engenheira da companhia.  Em 2008, a revista "Fortune" incluiu Mayer em sua lista das "50 Mulheres mais Poderosas" do mundo e, em 2010, a executiva passou do cargo de vice-presidente de produtos para o cargo de vice-presidente de serviços geográficos, que ocupava até sua saída. Segundo o “NYT”, Marissa pediu demissão do Google por telefone.

A nova diretora-executiva do Yahoo começará a trabalhar na empresa nesta terça (17).  Em entrevista à publicação, ela disse que teve “uma experiência incrível” no Google, onde ela trabalhou por 13 anos, mas foi uma “decisão razoavelmente fácil” mudar para o Yahoo. Segundo ela, “o Yahoo é uma das melhores marcas da internet”. 

  • 3571
  • true
  • http://tecnologia.uol.com.br/enquetes/2012/07/16/voce-acha-que-marissa-mayer-fez-uma-boa-escolha-ao-trocar-o-google-pelo-yahoo.js

Ela lembrou que, quando começou a trabalhar no Google, a empresa de buscas fazia pesquisas de opinião “e as pessoas não sabiam diferenciar o Yahoo da internet”. Marissa disse ainda que espera criar “experiências incríveis para os usuários” e “atrair novos talentos do Vale do Silício para a companhia”.

Entre suas estratégias está reforçar áreas já conhecidas do Yahoo, como e-mail, conteúdo de finanças e esportes. A nova diretora também quer dar mais atenção ao serviço de vídeos e a produtos da área de portáteis.  

Troca de comando

Em maio deste ano, o então diretor-executivo do Yahoo renunciou após ser acusado de mentir em seu currículo, incluindo uma formação de Ciência da Computação que ele não tinha. A renúncia de Scott Thompson foi a terceira troca que o Yahoo fez no cargo em poucos anos.

A empresa já tinha informado que Thompson, ex-presidente da divisão do eBay Inc, o PayPal, não tem graduação em Ciência da Computação, apesar do que estava em sua biografia oficial na empresa e em documentos oficiais com o regulador do mercado mobiliário dos Estados Unidos, a Securities and Exchange Commission (SEC). 

  • Robert Galbraith/Reuters

    Em 2008, a revista "Fortune" incluiu Mayer em sua lista das "50 Mulheres mais Poderosas"

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos