UOL Testa: Celulares

Smartphone Nokia X faz mistura esquisita entre Windows Phone e Android

Ana Ikeda

Do UOL, em Barcelona (Espanha)*

  • Ana Ikeda/UOL

    Aparelho Nokia X (esq), com sistema operacional próprio e compatível com Android, ao lado de um smartphone Lumia (dir), que roda Windows Phone

    Aparelho Nokia X (esq), com sistema operacional próprio e compatível com Android, ao lado de um smartphone Lumia (dir), que roda Windows Phone

A nova linha de smartphones Nokia X, apresentada nesta segunda-feira (24), oferece uma mistura um tanto improvável: permite que aplicativos Android rodem sobre uma plataforma com cara de Windows Phone. Esse smartphone de entrada está entre as novidades da Nokia que visam a "conectar o próximo bilhão [de usuários] à internet".

O diretor-executivo Stephen Elop afirmou na apresentação que a plataforma - também chamada Nokia X –  baseia-se no código aberto Aosp, do popular sistema operacional Android. No entanto, o material de divulgação diz apenas que o software da Nokia roda aplicativos compatíveis, sem classificar o Nokia X como um Android. A filial brasileira da Microsoft negou ao UOL Tecnologia que o novo sistema da Nokia seja Android, reforçando tratar-se de uma plataforma própria. 

Sistema operacional móvel mais utilizado em todo o mundo, o Android (do Google) concorre diretamente com o Windows Phone (da Microsoft, que comprou a Nokia em 2013).

Apesar da compatibilidade, os usuários não usarão a loja virtual Google Play para baixar aplicativos: o download deve ser feito via Nokia Store. Esta alternativa não terá todos os programas para Android, pois alguns precisam de serviços do Google (caso da ferramenta de mapas) para funcionar. Os programas terão de ser adaptados por desenvolvedores e aprovados pela Nokia antes de serem disponibilizados.

A compatibilidade com programas desenvolvidos para Android seria uma cartada da Microsoft para aumentar a popularidade de seu sistema operacional, que tem como principal queixa a escassez de aplicativos. No entanto, essa estratégia só deve funcionar se a necessidade de adaptação dos programas para a Nokia Store não virar um entrave.

Outra alternativa para rodar os aplicativos Android no aparelho é utilizando um cartão microSD e um gerenciador de arquivos da Microsoft – não foi possível testar se esta é uma opção prática. 

Cara de Windows Phone
Logo de cara, na tela inicial do Nokia X, é possível blocos em vez de ícones de aplicativos – chamados de "tiles", eles representam a identidade visual da plataforma Windows Phone. Até mesmo na hora de personalizar a posição e tamanho dos blocos, o procedimento é idêntico: tocar por alguns segundos, até que eles se destaquem.

Assim como os "live tiles", do Windows Phone, as informações no Nokia X já aparecem atualizadas nos blocos (uma nova mensagem de texto ou notificação de Facebook), sem que o usuário precise acessar essas ferramentas. Além disso, um toque lateral na tela também mostra a lista dos últimos aplicativos abertos, tal qual o Windows 8 (usado em desktops e mobile).

Nos testes do UOL Tecnologia, não foi possível acessar aplicativos disponíveis para Android aos quais já estamos muito acostumados, como o Chrome, Drive, Maps e Google+. No lugar deles, o usuário encontra as opções similares: a ferramenta de mapas Nokia Here, o serviço de armazenamento OneDrive e o comunicador instantâneo Skype.

Ao que tudo indica, o Nokia X vai agradar mais aos usuários que simpatizam com Windows do que os já acostumados com o "jeito Android" de ser.

* A jornalista viajou a convite da Ericsson 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos