Apple confirma ataque a contas de celebridades, mas nega brecha no iCloud

Do UOL, em São Paulo

A Apple confirmou nesta terça-feira (2) que contas de "algumas celebridades" sofreram invasões, mas negou que os ataques de cibercriminosos tenham sido fruto de brechas em seus sistemas, entre eles o iCloud e Find My iPhone. O vazamento das fotos íntimas das famosas, entre elas as da atriz Jennifer Lawrence, ocorreu no último domingo (31).

Por meio de um comunicado, a empresa norte-americana afirmou que "após mais de 40 horas de investigação" descobriu que algumas contas de famosos foram invadidas. Isso teria ocorrido, segundo a Apple, após os cibercriminosos buscarem nomes, senhas e perguntas de segurança dessas contas, em um ataque "que se tornou muito comum na internet".

"Nenhum dos casos investigados resultou de algum tipo de brecha em sistemas da Apple, incluindo o iCloud e o Find My iPhone", afirmou a empresa no texto.

"Continuamos a trabalhar com as autoridades para ajudá-las a identificar os criminosos envolvidos", conclui o comunicado.  

Entenda o caso

Uma série de fotos íntimas da atriz Jennifer Lawrence e de outras famosas foram publicadas na internet no domingo (31). As imagens começaram a ser divulgadas após o acesso ilegal a contas de armazenamento de dados na nuvem iCloud, segundo o site Mashable e o Buzzfeed, entre muitos outros. Centenas de famosas teriam sido afetadas, de acordo com uma lista postada online.

Algumas celebridades se pronunciaram sobre as imagens, confirmando sua autenticidade. Outras, no entanto, negaram que as fotos fossem reais. 

"É tão estranho e duro como as pessoas tiram a sua privacidade", disse Lawrence no Twitter, segundo informações da agência AFP. As imagens de Lawrence nua foram feitas em vários locais – camarim e espaços que são mais íntimos, segundo informações do tabloide americano TMZ. A atriz ameaçou processar quem compartilhar as imagens vazadas pelo cibercriminoso.

O mesmo cibercriminoso que vazou as fotos afirmou que teria mais imagens da atriz Kirsten Dunst e das cantoras Selena Gomez, Ariana Grande e Rihanna. 

Após o escândalo, o FBI, polícia federal dos Estados Unidos, afirmou que está investigando o caso

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos