No Brasil, chefe da Microsoft defende era da "computação do pensamento"

Márcio Padrão

Do UOL, em São Paulo

  • Márcio Padrão/UOL

    29.set.2015 - Satya Nadella, CEO da Microsoft, fala para estudantes na Universidade Anhembi Morumbi, em São Paulo

    29.set.2015 - Satya Nadella, CEO da Microsoft, fala para estudantes na Universidade Anhembi Morumbi, em São Paulo

"Acho que chegou o dia não da ciência da computação, mas da computação do pensamento", disse o diretor-executivo da Microsoft, o indiano Satya Nadella, em palestra para estudantes na Universidade Anhembi Morumbi, em São Paulo, na manhã desta terça-feira (29). O executivo afirmou que a tecnologia tem sido crucial na evolução da educação multidisciplinar, que cria cada vez mais soluções que estão mudando o mundo. 

Pela primeira vez no Brasil desde que assumiu o mais alto cargo da empresa, no ano passado, Nadella veio participar do Microsoft Insight Week, evento institucional da companhia no país. O executivo mencionou Alex Kipman --brasileiro que criou o Kinect, sensor de movimentos do Xbox, e  é o principal responsável pelo HoloLens, óculos holográficos da Microsoft-- e demonstrou empolgação ao falar das possibilidades futuras da tecnologia na educação e na vida das pessoas.

"Há uma renascença da educação acontecendo hoje. Você pode aprender design, medicina, sociologia, e cada uma dessas coisas tem níveis de computação entre elas. Acho que chegou o dia não da ciência da computação, mas da computação do pensamento. E nas universidades conhecemos grupos multidisciplinares de designers, engenheiros, mecânicos, todos juntos para criar inovações", disse.

Segundo ele, a tecnologia facilita o acesso de pessoas, e, em países como o Brasil, daria para causar um impacto social sem paralelos. "Penso na tecnologia da informação como um fator de produção que pode mudar os produtos e serviços que criamos na economia, e gerar crescimento econômico em um país como o Brasil e em todo o mundo", complementou.

Para exemplificar, Nadella trouxe ao palco Wanderson Skrock, ex-traficante do Rio de Janeiro que deixou o crime para trabalhar como coordenador de projeto no CDI (Comitê para Democratização da Informática). Outros convidados foram jovens empreendedores brasileiros da Imagine Cup, competição da Microsoft para apoiar projetos em tecnologia, inovação e games.

Nadella ainda deixou um conselho para a plateia de estudantes. "Cada um de vocês que está aprendendo tecnologia hoje tem a responsabilidade real de ensinar. Todos vocês que são apaixonados por tecnologia não deveriam estar apenas aprendendo, mas eu os encorajaria a voltar para suas vizinhanças, a lugares que ninguém mais iria, e ensinem, pois talvez seu voluntariado pode ter impacto significativo".

Ao final, ao responder a uma pergunta de uma convidada na plateia, deu novo conselho para os futuros profissionais: "Encontre o que você ama, e depois ame o que você faz".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos