Dicas de Tecnologia

Pensa em fazer um seguro para o seu celular? Saiba o que avaliar

Maria Beatriz Vaccari

Colaboração para o UOL, em São Paulo

  • Think Stock

Ao comprar um celular novo é natural que o usuário tome um pouquinho mais de cuidado. Os seguros específicos para smartphones são uma forma de manter o telefone protegido contra imprevistos como quebras acidentais e furtos.

O valor mensal da cobertura é dado conforme o preço e o modelo do smartphone, além de variar de acordo com a seguradora e o plano contratado. Em média, nas principais companhias do mercado, um pacote para um iPhone 6 de 16 GB, por exemplo, fica por R$ 53,99 por mês. Por ano, esse o valor representa pouco mais de 20% do preço cheio do aparelho --que tem valor oficial em R$ 3.199. Muitas seguradoras ainda exigem que o cliente pague um valor de franquia caso precise ativar o serviço por causa de algum incidente. 

O comportamento do usuário também pode ser uma forma de avaliar se ele necessita de seguro. Questões como tempo que passa na rua, por onde anda e em que horários fica fora de casa podem ser determinantes para se optar pelo seguro do eletrônico. Tendência a perder objetos ou quebrá-los (por meio de quedas ou de umidade excessiva) também são comportamentos que podem pedir por proteção extra.

Marcelo Santana, gerente de ramos elementares da Porto Seguro, ressalta ainda que o seguro pode ser uma boa opção para proteger eletrônicos de ponta, já que muitos deles têm preços bem salgados. 

De olho nos planos

Na hora de contratar, é preciso conferir com cuidado tudo que o plano cobre. Poucas seguradoras oferecem proteção contra danos causados por quebra acidental ou perda. Um plano básico da Porto Seguro, por exemplo, costuma cobrir danos físicos causados em decorrência de incêndios, explosões, impactos de veículos e tentativas de roubo.

"Também podem ser contratadas coberturas opcionais, por exemplo, de subtração do bem, quando o aparelho for roubado mediante ameaça direta ao segurado, danos elétricos causados por descargas elétricas, oscilações de energia e garantia internacional", conta Santana.

Já nos planos da seguradora Zurich, em parceria com a Vivo, a cobertura engloba apenas roubos e furtos qualificados. A BemMaisSeguro cobre queda acidental e em líquidos. Além disso, a seguradora também reembolsa o cliente (em até R$ 500) caso um aparelho roubado seja usado para fazer chamadas não autorizadas. Um dos planos oferecidos pela TIM conta com todas as proteções anteriores e ainda dá garantia se o aparelho oxidar.

Na maioria dos casos não há restrições para smartphones que foram adquiridos no exterior. Entretanto, é importante, que assim como nas compras feitas no Brasil, o cliente guarde o comprovante fiscal. Normalmente, os planos só aceitam celulares com menos de um ano da data da nota fiscal.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos