Celulares Moto da Lenovo serão grandes e lerão digitais; Moto G pode mudar

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    Moto X Force, um dos últimos celulares da era Motorola

    Moto X Force, um dos últimos celulares da era Motorola

Apesar do choque causado pela notícia do fim da Motorola enquanto marca de celulares devido a uma decisão corporativa de sua atual dona, a chinesa Lenovo, os fãs da veterana empresa poderão ter boas novidades a caminho. O vice-presidente da Lenovo, Chen Xudong, revelou que todos os telefones da linha Moto terão telas acima de cinco polegadas e um scanner de impressões digitais em 2016.

O leitor de impressão digital deverá ser uma constante em modelos de celulares a serem lançados neste ano, pois a última versão do sistema Android --a 6,0, também chamada de Marshmellow-- já está preparada para receber o recurso. Porém, a empresa planeja mesclar sua interface própria, a Vibe UI, com o Android --este era instalado quase sem modificações em aparelhos recentes da Motorola.

As mudanças poderão interferir diretamente no Moto G, aparelho mais vendido da Motorola nos últimos anos e líder de vendas no Brasil. Segundo Xudong, a traseira de metal do G impede que ele seja equipado com carregadores de energia sem fio.

A entrevista gerou rumores na imprensa internacional de que os aparelhos Moto G e Moto E seriam descontinuados. A Motorola Brasil afirmou que o comentário de Xudong à imprensa chinesa foi "mal interpretado". "Queremos reforçar que o Moto G e o Moto E fazem parte do portfólio global de MBG --Mobile Business Group--  para 2016", disse a nota.

A Moto será a linha premium de smartphones da Lenovo, enquanto a Vibe será a linha para consumidores de modelos de entrada e intermediários. Modelos como o Moto X e Moto Maxx são exemplos do que a linha Moto poderá trazer: celulares com telas grandes e especificações potentes por dentro. Os mercados ocidental e oriental serão igualmente agraciados com as duas linhas.

São esperados não menos que 15 novos modelos de celulares este ano por parte da Lenovo. De acordo com o CEO da Motorola, Rick Osterloh, a atual equipe da Motorola continuará cuidando da futura linha Moto, então há chances de exemplos de boas ideias da marca, como a personalização Moto Maker e o design resistente à água, poderão seguir adiante.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos