Quem é o maior perdedor? Criador da página "loser.com" responde

Márcio Padrão

Do UOL, em São Paulo

  • Matt Rourke/AP

O pré-candidato republicano à presidência dos EUA, o empresário Donald Trump, vem angariando uma série de controvérsias por conta de seu discurso radicalmente conservador. Por isso, o analista de sistemas Brian Connelly, 45, de Carolina do Sul (EUA), resolveu fazer uma "trollagem" online contra o magnata: redirecionou o endereço "loser.com" (perdedor.com, em português) para a página de Trump na Wikipédia.

Há poucos dias, a URL redirecionava para a página do rapper Kanye West na Wikipédia, por conta de suas polêmicas. Só nos últimos dias, chamou Taylor Swift de "vadia" em uma música do álbum novo "The Life of Pablo" e pediu US$ 1 bilhão ao CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, para pagar dívidas.

A mudança para a página de West foi temporária, ocorrendo no início desta semana. 

"Eu provavelmente tenho um senso de humor nerd e geek, muito sarcástico e um pouco à esquerda. Gosto de pensar que tenho um bom senso de humor", disse Connelly ao UOL.

Não é a primeira vez que Connelly aprontou essa. No caso de Kanye West, a brincadeira ocorreu pela primeira vez em março do ano passado, quando o músico subiu ao palco enquanto Beck foi aceitar seu prêmio de melhor álbum do ano. Ele depois se desculpou por isso. O curioso é que um dos maiores sucessos da carreira de Beck chama-se "Loser".

Mas o nome é uma coincidência, porque a compra do domínio veio bem antes disso, em 1995. "Minha esposa registrou para mim. Eu tinha uma parede no meu escritório que chamamos de "parede dos perdedores", onde mantivemos informações sobre os perdedores com quem tivemos que lidar na nossa empresa. Éramos jovens e trabalhávamos para nós mesmos. Mas (a compra do domínio) deixou de ser para isso", disse ele por e-mail.

Anos depois, o analista preferiu usar o domínio para praticar seu abuso contra seus "desafetos". "Kanye me irritou pela primeira vez quando interrompeu Taylor Swift, mas a segunda vez foi demais. Então configurei o encaminhamento do link", disse, referindo-se à interrupção do discurso de Taylor Swift no VMAs (Video Music Awards, premiação da MTV) de 2009. O rapper disse na ocasião que ela não merecia o troféu de melhor clipe feminino, e sim Beyoncé.

Até Obama foi alvo

O endereço também já teve outros alvos ao longo do tempo, como o governador  'anti-gay' do Tennessee, Bill Daley, em 2000. Também já linkou para coisas positivas, como o site de Barack Obama ou o site de fóruns Reddit. "O lance do Obama era para levar as pessoas a se informar e se registrar para votar. Mas sim, eu redirecionei ao Reddit por um tempo de volta só pela diversão".

O analista ainda não se meteu em nenhuma encrenca jurídica por conta das brincadeiras com a URL. "Eu adoraria ver o argumento (da acusação). Não é como se eu publicasse meus pontos de vista sobre eles. Só faço o link para onde outras pessoas possam pesquisar e chegar às suas próprias conclusões... mas fazer os motores de busca apontarem Kanye ou Trump como perdedores não tem preço", diverte-se.

Mas até quando vão essas piadas com o tal endereço? "Eu uso o domínio para o meu e-mail. Manterei até ter uma coisa melhor para fazer com ele. Ou alguém fazer uma grande oferta".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos