Apple Watch salva vida de homem de 62 anos após alertar frequência cardíaca

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Facebook

    "Eu realmente tenho que atribuir a minha recuperação ao relógio", diz o canadense

    "Eu realmente tenho que atribuir a minha recuperação ao relógio", diz o canadense

Um homem de 62 anos foi salvo graças a seu Apple Watch. Dennis Anselmo, morador de Morinville (Canadá), foi surpreendido por um mal estar durante o trabalho e se surpreendeu quando consultou a frequência cardíaca no smartwatch.

A solução foi chamar uma ambulância, que levou o canadense imediatamente ao hospital. Ele passou por uma cirurgia para o desentupimento das artérias e, caso não tivesse sido atendido pelos médicos, as consequências teriam sido graves e até fatais.

"Eu estava quente e frio ao mesmo tempo, um sentimento terrível. Então eu disse ao meu ajudante, eu tenho que sentar por cinco minutos para ver se isso passa", disse Anselmo em entrevista ao tabloide britânico "Daily Mail". "Quando olhei para o monitor de frequência cardíaca estava marcando 210 bpm [batidas por minuto]."

Com os seus batimentos cardíacos normalmente marcavam 50 bpm, o canadense --que prestava serviço para uma empresa de construção de cercas e decks-- percebeu que o nível atingido era um tanto perigoso. "Então eu disse: 'Nós temos que chamar o 911.'"

"Eu realmente tenho que atribuir a minha recuperação ao relógio", disse Anselmo, que se considera "muito sortudo."

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos