#EstuproNaoÉCulpaDaVitima é um dos principais tópicos do Twitter mundial

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

    Campanha no site Twibbon contra a cultura do estupro já mobilizou mais de 400 mil pessoas

    Campanha no site Twibbon contra a cultura do estupro já mobilizou mais de 400 mil pessoas

A hashtag #EstuproNaoÉCulpaDaVitima se tornou na manhã desta sexta-feira (27) o segundo maior trending topic do Twitter no Brasil e quinto mundialmente, com mais de 18 mil tuítes até a publicação desta nota.

No Brasil, ela só perde para o termo "Hiroshima", em função da visita do presidente dos EUA, Barack Obama, à cidade japonesa devastada na Segunda Guerra Mundial. Este trending topic --que está em terceiro mundialmente-- já possui mais de 170 mil tuítes.

As pessoas continuam a repercutir nas redes sociais o caso de estupro por mais de 30 homens ocorrido no Rio de Janeiro no último sábado (21).

Pelo menos três campanhas criadas no site Twibbon --que modifica fotos de perfis no Twitter e Facebook para manifestações online-- conquistaram juntas a adesão de mais de 448 mil pessoas até a publicação desta nota. Duas delas sugerem uma mudança no avatar com as frases "Eu luto pelo fim da cultura do estupro", enquanto outra da ordem feminina Filhas de Jó, ligada à Maçonaria, diz "Filhas de Jó contra a violência à mulher".

Até mesmo a presidente afastada, Dilma Rousseff, falou sobre o assunto em sua conta no Twitter.

Veja outras manifestações sobre o estupro nas redes sociais.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos