Delivery do futuro? Robô que faz entregas começa a ser testado em Londres

Do UOL, em São Paulo

Um robô de seis rodas produzido pela empresa Starship Technologies começa a ser testado neste mês em Londres. Se der certo, poderá ameaçar o emprego de muitos carteiros e entregadores.

Dotado de câmeras e sensores, além de um corpo capaz de armazenar até dois sacos de compras ou uma mochila, o robô vai caminhar, na fase final, de forma autônoma enquanto é monitorado por operadores humanos em um centro de controle. Nos testes, será pilotado remotamente.

Os robôs, apresentados em fevereiro no Mobile World Congress de Barcelona, vão detectar pedestres no caminho e saberão desviar deles.

Quando chegarem no local da entrega, serão recebidos pelo cliente, que conseguirá desbloquear o pacote com um PIN enviado pela distribuidora para o celular.

Neste primeiro momento, os robozinhos são meio lentos e limitados: têm velocidade máxima de 6,4 km/h e operam sob um raio de ação de até 4,8 quilômetros, segundo o site "Quartz".

Mas empresas como Amazon, Google e Wal-Mart já estudam usar drones em entregas --ainda que o governo americano esteja cauteloso com as implicações disso.

A Starship  --fundada na Estônia, em 2014, por dois ex-fundadores do Skype e do serviço de compartilhamento de arquivos KaZaA-- fechou parcerias com a empresa de entregas Hermes, a varejista Metro Group e as alimentícias Just Eat e Pronto para realizarem esses testes. 

Após Londres, o robô será testado em Hamburgo e Düsseldorf (Alemanha) e Berna (Suíça).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos