Usuário já é digital, empresas devem se modernizar, diz diretor do Google

Fabio Andrighetto

Colaboração para o UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    Fábio Andreotti, diretor de Google Cloud para a América Latina

    Fábio Andreotti, diretor de Google Cloud para a América Latina

Por muito tempo, nós tínhamos LP ou CD. Às vezes, era preciso comprar o álbum inteiro por causa de uma só faixa. Depois, o MP3 facilitou as coisas, podíamos selecionar apenas as músicas que mais nos agradavam. Ainda assim, era necessário guardar os arquivos e nem todos os dispositivos eram compatíveis com o formato. A nuvem, uma nova mudança no consumo, resolveu o problema do armazenamento e, hoje, podemos acessar o arquivo de diversos dispositivos diferentes.

Os benefícios do armazenamento em nuvem já foram percebidos pelos usuários. "O consumidor já é digital. As empresas devem correr para se digitalizar", disse Fábio Andreotti, diretor de Google Cloud para a América Latina, em entrevista durante encontro realizado pelo UOLDiveo, empresa do Grupo UOL, nesta quinta-feira (22).

Segundo Andreotti, as pessoas querem pedir táxi ou pizza e encontrar passagens aéreas ou o caminho de casa por meio de um aplicativo qualquer. "O interlocutor de todas essas ações, hoje, é um software". Os apps usam a nuvem como substrato para existir. Imagine se o Waze tivesse que armazenar todos os mapas e informações em seu smartphone para funcionar. Seria necessário um HD externo, não é?

Nesse desenvolvimento tecnológico, algumas empresas são mais conservadoras ou reativas do que os usuários. "Justamente a pressão do consumidor tem feito com que as empresas inovem e passem por esse processo de digitalização", contou.
"O impacto nos consumidores é por meio dos serviços digitais que as empresas vão oferecer. Aí, eles terão os benefícios da nuvem".

Fora os ganhos de mercado, Andreotti enfatizou que serviços de cloud ou multicloud são mais seguros e o empresário não precisa ter medo de se tornar refém do serviço de nuvem. "O que é mais seguro: ter dinheiro guardado em casa ou numa conta bancária?", ele questiona.

Segundo ele, a maior parte dos grandes vazamentos ou perdas de informações acontece por algum tipo de extravio, seja roubo ou esquecimento, de dispositivos físicos, como pendrives ou notebooks.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos