iStock

De olho na segurança

Yahoo confirma vazamento de, ao menos, 500 milhões de contas de email

Do UOL, em São Paulo

  • Kimberly White/Reuters

O Yahoo! confirmou na tarde desta quinta-feira (22) o vazamento de dados privados de, ao menos, 500 milhões de contas de e-mail.

Em um importante comunicado a seus usuários, a empresa informou que uma investigação confirmou o roubo de informações de sua rede por um hacker no final de 2014 com provável apoio de um Estado --que não foi divulgado. 

As informações roubadas podem incluir os nomes, endereços de email, números de telefone, datas de nascimento, senhas e, em alguns casos, as perguntas e as respostas de segurança dos usuários. 

Segundo a empresa, o roubo não afetou dados de cartões de crédito ou informações de conta bancária, já que essas informações não eram armazenadas no mesmo sistema que sofreu a violação. 

O Yahoo disse estar notificando os usuários potencialmente afetados e garante ter tomado as medidas necessárias para proteger suas contas. "O que inclui a anulação das perguntas e respostas de segurança."

A empresa recomenda ainda que todos os usuários que não tenham trocados a suas senhas desde 2014 façam a substituição imediatamente. 

Dados à venda

As informações estariam à venda na chamada "dark web", uma parte da "deep web" de acesso anônimo e dominada por hackers.

A empresa já havia afirmado que investigava a suposta invasão de um hacker identificado como "Peace", que alegou ter dados privados de 200 milhões de usuários dos serviços do Yahoo! desde 2012.

"Peace" venderia os dados pessoais, contas de email e senhas na "dark web" por 3 bitcoins, o equivalente a US$ 1,8 mil (R$ 5,7 mil).

Venda em xeque

A infiltração pode ter implicações no acordo de compra do Yahoo! pela gigante das telecomunicações Verizon no valor de US$ 4,8 bilhões firmado em julho, mas que ainda está pendente da autorização dos reguladores para formalizar a integração de operações.

O montante das possíveis compensações pelo vazamento pode levar a um ajuste do preço da compra e afetar os acionistas do Yahoo!.

(*Com informações de agências de notícias)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos