Conheça o Workplace, a criação do Facebook para competir com o Linkedin

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    WorkPlace

    WorkPlace

Pelo visto não basta Mark Zuckerberg ser dono da maior rede social (Facebook), do maior app de mensagens por celular (WhatsApp) e do maior app de fotos (Instagram): ele agora quer bater de frente com o Linkedin com o Workplace, plataforma nascida no Facebook para relacionamentos profissionais. Além da versão desktop, saíram apps para iOS e Android.

Segundo o comunicado oficial, o Facebook vem testando o Workplace há um ano com algumas organizações. Lançada oficialmente nesta segunda-feira (10), o Workplace já é utilizado por mais de mil empresas e organizações de todo o mundo.

Mercado Livre, Danone e booking.com são algumas das citadas no site oficial--, e 100 mil grupos já foram criados por lá. Entre os países que mais utilizam a plataforma, estão a Índia, os Estados Unidos, a Noruega, o Reino Unido e a França.

"Com o Workplace é possível que uma transportadora, por exemplo, se comunique com seus entregadores usando o Live ou até mesmo bancos utilizem a plataforma para compartilhar atualizações com suas agências", diz a nota sobre o lançamento.

As companhias pagarão apenas pelas pessoas que estão utilizando ativamente o produto --embora não esteja claro como avaliam essa atividade. A plataforma disponibiliza um período de três meses grátis, além de gratuidade ilimitada para ONGs e instituições educacionais. Os preços são US$ 1 para um pacote de até mil usuários ativos; US$ 2 para 1.001 a 10 mil usuários ativos, e US$ 1 para mais de 10 mil usuários ativos. 

O Workplace é basicamente um Facebook com algumas mudanças sutis para as empresas. Lá tem o feed de notícias, grupos de pessoas, chats, Facebook Live para vídeos ao vivo, pesquisas e botões de curtir/reações. 

Alguns dos recursos exclusivos para empresas aparecem no menu à esquerda da página principal, como "Equipes e projetos" para criar posts com esses objetivos; "Anúncios" para a empresa mostrar seus lançamentos publicamente, e "Discussões abertas" sobre temas diversos.

Ele também trará nas próximas semanas os Grupos Multi-Empresas, que permitem que funcionários de organizações diferentes trabalhem em conjunto. Esse recurso estará disponível para todos os consumidores nas próximas semanas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos