Dicas de Tecnologia

Saiba como configurar um roteador no aparelho de sua operadora

Do UOL, em São Paulo

  • iStock

Se antes ter um roteador Wi-Fi era sinal de "riqueza", hoje o equipamento se tornou tão básico quanto ter uma televisão ou um rádio em casa. As próprias operadoras de telecomunicações passaram a oferecer gratuitamente o aparelho a todos os assinantes de planos de internet fixa. O que pode ser uma mão na roda para uns, mas não o suficiente para aqueles que buscam opções com maior alcance da rede sem fio.

Se você é um desses que busca uma alternativa mais eficiente do que a oferecida por sua operadora o caminho é simples. Por meio de nota, as principais operadoras do país --Oi, Net, Vivo e Tim -- informaram que os usuários têm total autonomia para instalar um novo roteador na rede sem a sua prévia autorização. Nenhuma nelas, no entanto, oferece o serviço de instalação do equipamento, que deverá ser realizado pelo próprio usuário ou por um profissional terceirizado.  

Como aponta João Carlos Lopes Fernandes, professor de engenharia de computação, elétrica e eletrônica do Instituto Mauá de Tecnologia, o processo é simples e não requer grandes conhecimentos. Com o novo roteador conectado ao modem da operadora --que em muitos casos também funciona como roteador--, é preciso conectá-lo fisicamente (por meio de um cabo) a um computador. Só assim será possível configurar o aparelho e, consequentemente, fazê-lo funcionar.

Os manuais, como explica o professor, detalham cada passo dessa configuração. Mas, em geral, basta digitar na barra de endereços do navegador as combinações de números 192.168.1.1 ou 192.168.0.1 --que normalmente são as variações de IP utilizadas em redes domésticas.

Na sequência, será exigida a inclusão de um usuário e senha, disponível no manual do aparelho, mas que, geralmente, é "admin" para os dois itens. A partir daí, é chegada a parte mais técnica do processo subdividida em três etapas.

Configuração da WAN

A primeira delas a configuração da WAN (Wide Área Network), que se refere à configuração da rede externa. "As operadoras não são obrigadas a prestar suporte nesses casos, mas são obrigadas a passarem todas as informações referentes a essas configurações."

Portanto, ligue para a central de atendimento e peça os seguintes números: endereço de IP, máscara de sub-rede, gateway, servidor DNS1 e servidor DNS2. Todos os dados –que também podem ser importados a partir das configurações do roteador da operadora-- deverão ser preenchidos nas configurações do WAN, na opção IP Estático.

Configurações do LAN e WLAN

Na sequência, é preciso alterar as configurações do LAN [referente aos dados da rede interna], e do wireless, que também é conhecido como WLAN. Nesta etapa, é importante alterar o SSID para o nome desejado para a sua rede sem fio, além de definir os seus padrões de segurança. "Atualmente, o modo de segurança mais adequado é o WPA. Opte por ele", sugere o professor, que também aconselha o uso de senha mais seguras --o que exclui números repetidos ou em sequência.

Por fim, no menu sistema, reinicie o roteador para a conclusão das configurações e para o uso da rede sem fio a partir do novo aparelho.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos