Nokia ressurge com novo celular e assistente de voz; veja o que já se sabe

Do UOL, em São Paulo

Se você já passou dos 20 e poucos anos, é provável que tenha usado um celular da Nokia --e tenha uma queda por ele. Os aparelhos da marca, que dominou o mercado de aparelhos móveis entre os anos 90 e início de 2000, viraram xodós e ainda são lembrados com muita nostalgia. A boa notícia é que eles estão prestes a voltar, embora tenham decepcionado quem esperava grandes inovações.

Apesar disso, o Nokia 6 foi anunciado com boas especificações e a novidade fica por conta do preço US$ 245 (R$ 780).

Aqui está o que já sabemos sobre o novo modelo.

A volta

O retorno da Nokia para a mão dos consumidores se dará sob a companhia finlandesa HMD Global, que comprou os direitos da marca. Fabricado pela Foxconn, mesma empresa chinesa que produz o iPhone, o celular é o "primeiro passo na ambição de definir um novo padrão em design, qualidade de material e inovação de fabricação, construindo sob as marcas de uma verdadeira experiência com um celular Nokia", de acordo com a HMD.

A empresa também anunciou uma data para o anúncio oficial: 26 de fevereiro. Ela coincide com o início da Mobile World Congress, principal feira de telefonia do mundo, que acontecerá de 27 de fevereiro a 2 de março, em Barcelona.

Design e tela

Com corpo de alumínio (normalmente reservado a celulares premium), o novo Nokia não parece fugir muito do padrão de smartphones que já temos. Não é muito diferente de qualquer celular que rode Android, a não ser pela marca saudosa.

A tela, do resistente Gorilla Glass, será de 5,5 polegadas com resolução Full HD. O display é laminado junto a uma camada polarizadora, que, segundo a HMD, serve para evitar a influência da luz do sol na tela.

Funcionalidades

A Nokia já deu pistas de que lançará sua própria assistente virtual, seguindo os passos da Siri, da Apple, e do Google Assistant. Uma patente com o nome "Viki" foi registrada na Europa com a descrição similar a assistentes de outros celulares. Não se sabe, contudo, se aparecerá já no Nokia 6, já que a informação não está no release do novo aparelho.

Por outro lado, o celular da Nokia deve vir com tecnologias presentes em modelos de companhias líderes de mercado, como Samsung e Apple. O vídeo de divulgação do novo modelo mostra a tecnologia do leitor de impressão digital.

Desempenho e bateria

O Nokia 6 estará equipado com o processador Snapdragon 430, que não é dos melhores, mas também não deixa a desejar. As especificações do celular mantêm o nível de tops de linha: 4 GB de RAM e capacidade de armazenamento de 64 GB, o que o deixa próximo da linha Galaxy S, da Samsung.

A volta da Nokia será com o sistema operacional Android Nougat. Não há informações sobre a bateria, um dos itens que mais deixou saudades depois que a empresa foi vendida, em 2014.

Câmera

A câmera do novo aparelho também promete ser de alto nível. A principal terá 16 MP com autofoco e abertura f/2.0. Já a frontal terá 8 MP. A empresa promete que a câmera "com detecção de cena automática torne mais fácil a tarefa de tirar ótimas fotos".

Lançamento

Ok, agora vem a notícia ruim. A princípio, o Nokia 6 estará disponível apenas na China, pelo site JD.com.

A empresa quer aproveitar o mercado de 552 milhões de usuários de smartphone para marcar sua volta e sequer fala sobre a presença em outras partes do mundo.

"A China é o maior e mais competitivo mercado de smartphones do mundo. Não é coincidência que escolhemos trazer nosso primeiro dispositivo Android para a China com uma parceria de longo prazo", disse Nestor Xu, vice-presidente da HMD Global na China.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos