iStock

De olho na segurança

Existem 22 mil babás eletrônicas e webcams vulneráveis a hacker só na MWC

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Fox19

Uma das líderes mundiais em segurança eletrônica, a Avast apresentou na MWC (Mobile World Congress), a maior feira de celulares do mundo, uma pesquisa desconcertante. A empresa disse ter descoberto apenas em Barcelona, na Espanha, onde acontece o evento, 22 mil babás eletrônicas e outros tipos de webcams vulneráveis à ação de hackers.

Além disso, a Avast afirmou ter encontrado mais de 470 mil aparelhos do tipo "smart" também potencialmente frágeis, do ponto de vista da segurança.

A empresa disse ter usado uma ferramenta de busca que identifica objetos conectados à internet para demonstrar como é fácil localizar aparelhos potencialmente vulneráveis, especialmente esses que monitoram bebês pela internet. 

"Se webcams estiverem ligadas no modo transmissão ao vivo, por exemplo, hackers ou qualquer um podem se conectar, facilitando a espionagem por cybercriminosos", afirmou Vince Steckler, diretor executivo da Avast.

O executivo pontuou também que hackear aparelhos com webcams inseguras pode ser parte integrante de um plano maior para ataques contra servidores, para derrubar sites e sistemas em geral.

A empresa informou ainda que o conhecimento dos riscos pela população pode ajudá-la a escolher aparelhos adequados, sem a necessidade de exposições indesejáveis. As informações são da BBC.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos