Novo Galaxy S8 com "tela infinita" chegará em maio ao Brasil por R$ 4.000

Gabriel Francisco Ribeiro

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

    Galaxy S8 e S8+ foram apresentados ao mundo no fim de março

    Galaxy S8 e S8+ foram apresentados ao mundo no fim de março

Apresentado ao mundo no fim do mês de março, os novos Samsung Galaxy S8 e o S8+, celulares tops de linha da empresa sul-coreana, tiveram a data de lançamento confirmada no Brasil: a pré-venda já é nesta terça-feira (18) e o lançamento oficial será dia 12 de maio.

  • 50693
  • true
  • http://tecnologia.uol.com.br/enquetes/2017/03/29/voce-compraria-o-galaxy-s8.js

Como esperado, os preços dos aparelhos não serão nada baratos. O S8 custará a partir de R$ 3.999,00 e o S8+ a partir de R$ 4.399,00. No exterior, os smartphones têm cinco cores diferentes, mas apenas três estarão disponíveis no Brasil: preto, prata e ametista.

Para efeito de comparação, o iPhone 7, lançamento da Apple de setembro do ano passado e maior concorrente do S8, custa a partir de R$ 3.499 no site da marca no Brasil. Já o iPhone 7 Plus tem preço inicial de R$ 4.099.

No último lançamento da linha no Brasil, em março do ano passado, o Galaxy S7 teve preço inicial de R$ 3.799, enquanto o S7 Edge custou R$ 4.299. Atualmente, é possível encontrar o S7 no varejo com preços a partir de R$ 2.200.

Grande novidade no design

Reprodução
Os novos modelos terão reconhecimento de íris

A principal mudança do Galaxy S8, que não trouxe nada muito revolucionário, em relação a seus antecessores é em termos de design. O aparelho ampliou sua tela sem aumentar em quase nada o tamanho em si do celular – as bordas foram praticamente todas tomadas pelo display. É por isso que o produto tem uma tela maior, apesar de ter o mesmo corpo do iPhone 7 Plus.

Para dar conta das altas expectativas, a empresa apostou em uma tela maior sem comprometer o modo de segurar, além de ter bordas curvas como nas antigas versões "edge". A novidade foi apelidada de "tela infinita". Os novos modelos têm telas maiores do que a versão S7 com 5,8 polegadas e 6,2 polegadas - o S7 tinha 5,1" e 5,5".

A chamada "tela infinita", com o fim dos botões físicos home e de voltar pela primeira vez em um celular Samsung (estão embutidos na tela), é uma revolução para a marca, mas não para o mundo dos celulares. O LG G6, que foi lançado no fim de fevereiro e deverá chegar em breve ao Brasil, também já tinha lançado um produto do tipo, com menos bordas e mais display no celular.

Outra novidade legal é que o aparelho terá reconhecimento de íris do usuário. Além disso, seguira com reconhecimento facial e o leitor de digitais como opções de segurança para o dispositivo. 

Novo assistente ainda não entende português

Divulgação
Assistente virtual Bixby serve para facilitar o uso do sistema, segundo a empresa

Junto com o S8, a Samsung trouxe o assistente virtual Bixby. A tecnologia coloca a empresa em um mercado que já conta com a Siri (Apple), Assistant (Google), Cortana (Microsoft) e Alexa (Amazon). No lançamento do S8, contudo, foi dito que o assistente só suporta atualmente duas línguas: inglês e coreano. Nada bom para os brasileiros, né?

O Bixby está em um estágio bem "beta" e pode nem funcionar completamente nos primeiros meses. Por enquanto, não passa de uma promessa de revolução para o futuro. O que ele pode fazer por enquanto? Agora, é um assistente especificamente para seu telefone. A intenção da Samsung é que você possa pedir para o Bixby fazer tudo o que faria por toque. Um exemplo dado é que você pode pedir para o Bixby rotacionar uma foto e enviar para alguém.

De acordo com a empresa sul-coreana, o usuário pode falar "fotografe isso" que a assistente virtual entenderá do que o usuário está falando. A linguagem com a assistente virtual, então, fica mais solta e parecida com a vida real.

Câmeras, desempenho e bateria sem grandes novidades

Reprodução
DJ Koh, presidente de comunicações móveis, segura o novo Samsung Galaxy 8

Em termos de desempenho, contará com os mesmos 4 GB de RAM dos modelos anteriores (acima do último iPhone, que tem 2 GB, e abaixo do Zenfone AR, de absurdos 8 GB). Ao menos, o processamento foi melhorado em relação ao modelo anterior. O armazenamento também foi ampliado – agora há espaço interno de 64 GB expansíveis com cartões de memória.

E a bateria? A Samsung, ao menos, garantiu segurança – ou seja, esperamos que ela não exploda, né? Houve quase zero melhora nesse quesito e até uma pequena piora de capacidade do modelo Plus em relação ao S7 edge, mas as duas baterias do S8 estão na média do mercado e acima dos iPhones atuais. O problema é que a bateria do S8, igual à do S7, terá que alimentar telas maiores que, consequentemente, consomem mais energia.

A câmera também se manteve no nível do modelo anterior, com um aumento na câmera de selfie (que foi de 5 MP para 8 MP, ultrapassando os 7 MP do iPhone 7) com a promessa de algumas melhorias na qualidade. Isso ainda permite a briga com as câmeras duplas da concorrência como iPhone 7 Plus, LG G6 e Zenfone 3 Zoom.

O S8 vem com resistência à água e poeira certificada pelo código IP68 (submerso a mais de 1 m por até 30 minutos) - a do iPhone 7 é IP67 (só garante até um metro).

Galaxy S8

  • Tela: Super Amoled de 5,8 polegadas 148.9 x 68.1 x 8.0 mm, 155 g, Quad HD+ (2880 x 1440 pixels) 570 ppi
  • Câmera traseira: 12 MP com tecnologia Dual Pixel
  • Câmera frontal: 8 MP
  • Processador: Octa-core (2.3GHz Quad + 1.7GHz Quad), 64 bit, 10nm processor
  • Memória RAM: 4 GB
  • Armazenamento: 64 GB com suporte ao cartão microSD
  • Bateria: 3.000 mAh
  • Assistente pessoal Bixby instalado
  • Resistência a água e poeira certificada pelo código IP68 (submerso a mais de 1 m por até 30 minutos)
  • Leitor de íris
  • Sistema operacional Android 7.0

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos