Apple anuncia novo iOS e lança produto para "reinventar a música em casas"

Bruna Souza Cruz*

Do UOL, em San Jose (EUA)

  • AP Photo/Marcio Jose Sanchez

    Apple entrou na briga do mercado de alto-falantes com o HomePod

    Apple entrou na briga do mercado de alto-falantes com o HomePod

A Apple reuniu desenvolvedores do mundo todo nesta segunda (5) para sua conferência anual, a WWDC (Worldwide Developers Conference, que ocorre em San Jose (Estados Unidos). Entre seis principais novidades prometidas pelo CEO da empresa, Tim Cook, destaca-se um novo produto em meio a atualizações do iOS: o HomePod, que coloca a empresa na briga de alto-falantes. 

O evento foi marcado também por lançamentos de novos Macs e iPads, além do anúncio do novo sistema operacional iOS 11. O último anúncio coube ao aguardado e especulado alto-falante da Apple. 

Alto-falante ganha nome e corpo

HomePod. Com um nome que lembra o saudoso iPod, a Apple diz que planeja "reinventar a maneira como ouvimos música em casa". A empresa anunciou seu aguardado hardware, que entra no mercado para competir com produtos como o Amazon Echo e Google Home, assistentes que já fazem sucesso lá fora. 

AP Photo/Marcio Jose Sanchez
HomePod virá nas cores branco e "cinza espacial"

A empresa de Tim Cook, contudo, focou menos na capacidade do HomePod de ser um assistente, mas mais em transformar a maneira como ouvimos música em nossas casas.

De tamanho diminuto, o HomePod contará, segundo a Apple, com propriedades acústicas e tecnologias de áudio específicas. De acordo com a empresa, sua inteligência permitirá detectar o ambiente ao seu redor para ajustar o áudio ao espaço.

Além disso, o HomePod é, sim, um assistente. Ele é comandado por voz via Siri (mesmo com música alta e do outro lado da sala) e consegue reagir a questões como "toque outra música nesse estilo". Para quem tem outros dispositivos inteligentes, o produto também será bem útil - pode acender e apagar luz, por exemplo, entre outras funções do HomeKit.

A Apple garante privacidade e criptografia em seu uso e afirma que ele só grava sons a partir do momento em que se diz "Hey Siri". 

AP Photo/Marcio Jose Sanchez
HomePod entende ambiente ao seu redor para projetar sons

O novo lançamento da companhia custará US$ 349 (R$ 1.150), inicialmente bem acima de rivais como o Echo e o Home, que têm versões de menos de US$ 100 . A Apple enfatiza que é uma potente caixa de som que conta com algumas ações de assistentes - como falar sobre esportes, trânsito, clima, notícias, traduções, mensagens, etc. Não é, propriamente, um assistente virtual. 

Ele estará disponível em dezembro para Estados Unidos, Reino Unido e Austrália, chegando a outros mercados em 2018. 

Novo iOS

Como esperado, o sistema operacional da Apple para iPhone e iPad foi atualizado para o novíssimo iOS 11. Um dos melhores recursos novos é que agora a Siri será capaz de traduções. Por exemplo, é possível pedir para a Siri repetir uma pergunta em chinês feita originalmente inglês - por exemplo, "qual o melhor prato deste restaurante?". 

 "A Siri não é só uma voz. É uma inteligência. Ela entende seus interesses, o que você vai querer a seguir", diz Craig Federighi, vice-presidente de engenharia de software da empresa.

Reprodução/Apple
Apple lança sistema operacional iOS 11 nos EUA

A Siri vai traduzir de inglês para chinês, francês, alemão, italiano e espanhol. Outros idiomas aparecerão nos próximos meses.

O sistema das câmeras dos dispositivos Apple também ganhou melhorias que prometem dobrar a qualidade das fotos com avanços na compressão de imagem (processo de converter dados em fotos digitais). 

Outra novidade é que você pode escolher uma imagem do Live Photos - recurso da câmera do iPhone de fazer 'minifilmes' antes do clique - e transformar em uma foto. Há também recursos parecidos como os já utilizados no Snapchat e no Instagram Stories, como gravar cenas em "loop", onde as imagens vão e voltam.

Uma das únicas remodelações em termos de design no iOS 11 está relacionada ao centro de controle dos dispositivos Apple. A ferramenta onde é possível modificar brilho, volume, ativar lanterna e modos como "não perturbe" ou "modo avião" ganhou uma grande repaginação. Com botões maiores e em uma tela só, a princípio parece um pouco mais confuso, mas a Apple promete simplificar a vida do usuário.

AP Photo/Marcio Jose Sanchez
Novo iMessage integrará conversas em todos os dispositivos e terá suporte a pagamentos

Cada vez mais em desuso por causa do WhatsApp, Facebook Messenger e afins, o app iMessage foi remodelado e trará conversas sincronizadas em todos os dispositivos via sistema de arquivo em nuvem iCloud, além de integração com o sistema de pagamentos digitais Apple Pay - sim, você poderá pagar alguém por meio de uma conversa escrita no celular.

Reprodução/Apple
Apple lança novo iPad Pro nos EUA

Mais um iPad

A empresa também trouxe um novo iPad Pro à tona. Ainda mantendo a tela de 10,5 polegadas, o modelo ficou com 40% menos bordas - seguindo a moda da "tela infinita" -, visor 50% mais brilhante que a versão anterior e roda vídeos em HDR (recurso que melhora o brilho e contraste das imagens). Ele chegará em julho ao Brasil.

Um recurso que vai agradar quem trabalha no iPad é o novo app de gerenciamento do sistema chamado Files, que guardará seus arquivos como em um computador e possui interação para troca de arquivos com outros apps, como iCloud, DropBox e OneDrive, 

A grande novidade em termos de iPad tem a ver com novas funcionalidades para ele graças ao iOS 11. Agora, é possível trabalhar com múltiplas janelas na interface do iPad, com direito até a redimensionamento de janelas.

Bruna Souza Cruz
Modo multitarefa do iPad parece ser excelente novidade

O recurso de trabalhar com múltiplas janelas abertas nos iPad parece extremamente útil, sendo até possível arrastar e soltar itens de uma para outra. É a chance do iPad ganhar nova vida na briga para até substituir computadores. 

Relógio e AppleTV também ganham mudanças

Além de ganhar novos temas, como um de caleidoscópio e de personagens de "Toy Story", o Apple Watch terá uma interação maior com a Siri, pois o relógio inteligente vai automaticamente exibir várias informações da assistente pessoal. Ele vai usar aprendizado de máquina para perceber o que deve te mostrar.

AP Photo/Marcio Jose Sanchez
Novidades do Apple Watch envolvem repaginação da Siri e personagens de Toy Story como tema

A Siri trará ao Watch informações como o tempo para hoje, tráfego, agenda pessoal e o quanto você precisa fazer de exercício para atingir seus objetivos. O relógio mede o seu progresso e propõe desafios mensais. Quando atinge o objetivo, ele celebra junto com você, algo que o relógio da Samsung já faz.

A companhia anunciou outras novidades no evento. A primeira delas foi a parceria da empresa com a Amazon, que vai permitir que os filmes e vídeos da Amazon Prime Video, concorrente da Netflix, façam parte do conteúdo da tvOS, sistema da Apple TV.

Novos Macs e novo sistema operacional

Durante o anúncio sobre as novidades do Mac, Craig Federighi afirmou que o novo sistema operacional, chamado High Sierra, terá o navegador Safari mais rápido entre os desktops. "Ele é 80% mais rápido do que o Chrome", disse. Além disso, anunciou que o Safari terá um bloqueio para vídeos que rodam automaticamente e que gerará mais privacidade aos usuários, o que pode causar um burburinho na indústria da propaganda. 

O High Sierra também terá um novo sistema de gerenciamento de arquivos, o Apple File System, que substituirá o tradicional HFS - a substituição já ocorreu em usuários de iPhones. "Em 30 anos muita coisa mudou. É tempo de um sistema novo de arquivos", afirmou Federighi. Alguns dos novos recursos são criptografia nativa, proteção antitravamento e clonagem de diretórios.

AP Photo/Marcio Jose Sanchez
Simulação de realidade virtual com Darth Vader mostrou do que novos Macs são capazes

Também foi apresentada uma interação de realidade virtual com óculos com um jogo no universo "Star Wars", para mostrar o alto poder de processamento de imagens dos novos Macs. Nela, foi possível manipular naves e até se aproximar do vilão Darth Vader.

Em termos de Mac, a companhia anunciou toda uma nova linha de iMac e de seus Macbooks. Ainda deu detalhes de lançamento de um poderoso iMac com processador de até 18 core para o fim do ano que custará a bagatela de US$ 4.999. 

A conferência anual da Apple vai até sexta-feira (9) e é um dos principais eventos da empresa para divulgar suas apostas para o mercado. Além disso, os desenvolvedores passarão a semana divulgando suas criações e discutindo melhorias para aplicativos diversos com engenheiros da empresa e fazendo aquele famoso "networking", isto é, ampliando seus contatos profissionais.

* A jornalista viajou a convite da Apple
*Colaboraram Gabriel Francisco Ribeiro e Márcio Padrão, de São Paulo

Quer aprender a tirar fotos incríveis no celular? Apple te dá 15 dicas

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos