Como Facebook quer virar peça-chave em momentos de desastres ou tragédias

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

Que a intenção do Facebook é estar na vida de seus usuários em cada ação todo mundo já sabe. Agora, a rede social investiu mais para se tornar uma peça-chave em momentos que envolvem desastres ou tragédias. O site anunciou nesta quarta (14) que adicionará mais elementos ao "check-in de segurança" usado em tais situações.

Para quem não sabe, o "check-in de segurança" é aquela ferramenta que permite que usuários da rede social se marquem como seguros em eventos de crise. Pode ser acionado, por exemplo, após um ataque terrorista ou durante uma enchente. Agora, a ferramenta ganhou quatro novidades.

A primeira delas é que a comunidade será expandida: o check-in funcionará também em desktop a partir das próximas semanas (antes só estava disponível na versão mobile) e para todos os tipos de crises em que o alerta de segurança for ativado.

Divulgação
Check-in de segurança passará a funcionar em computadores

O "check-in" é ativado a partir do momento que um número grande de pessoas na área afetada publica algo sobre um incidente. Dessa maneira, os moradores da área monitorada pelo Facebook podem se marcarem como seguros e também verificarem quais amigos estão seguros, além de chamar mais pessoas e obter informações ou ajuda.

Outra novidade é que haverá mais envolvimento pessoal nessas situações. Agora, os usuários afetados pela crise e que se marcarem como seguros podem compartilhar uma nota pessoal com mais informações sobre a situação e suas condições. As notas aparecerão no feed de notícias como um post quando as pessoas se marcarem como seguras.

Além das informações que o usuário pode oferecer sobre suas condições, o próprio Facebook também passará a emitir conteúdo sobre a crise. A rede social oferecerá informações a partir de dados fornecidos pela NC4, uma agência global de segurança.

Divulgação
Será possível iniciar uma campanha de doação por meio do Facebook

A ajuda também é um foco das novidades do Facebook. A rede social iniciará o Facebook Fundraisers, que permitirá que as pessoas comecem uma campanha de doação em momentos de crise. Inicialmente, isso funcionará apenas nos Estados Unidos.

Segundo a rede social, o "check-in de segurança" foi ativado mais de 600 vezes em dois anos e mais de um bilhão de pessoas usaram a ferramenta.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos