Mais de 8 milhões de celulares estão impedidos de funcionar no Brasil

Do UOL, em São Paulo

  • iStock

    Cadastro mantido pelas operadoras contém Imeis de aparelhos roubados, furtados, extraviados ou perdidos

    Cadastro mantido pelas operadoras contém Imeis de aparelhos roubados, furtados, extraviados ou perdidos

O Brasil soma 8,3 milhões de celulares que estão bloqueados para uso em território nacional, segundo dados do Cemi (Cadastro de Estações Móveis Impedidas), anunciados pelo Sinditelebrasil – entidade que representa as operadoras de telefonia. Os dados são referentes a maio de 2017 e dão conta de aparelhos furtados, roubados, extraviados ou perdidos.

Este número representa o número de Imeis (identificação única presente em cada celular) em um cadastro alimentado por operadoras e, mais recentemente, órgãos de segurança pública. Inclusive, é possível checar se o Imei de um telefone consta na lista de dispositivos impedidos. Para isso, basta verificar o Imei – presente na caixa do aparelho ou acessível digitando *#06# no telefone –  e entrar na página: https://www.consultaaparelhoimpedido.com.br.

O Cemi foi criado em 2000 pelas operadoras para coibir o funcionamento de dispositivos roubados ou perdidos. Além de conter dados nacionais, o cadastro passou a receber também integração com informações de aparelhos celulares bloqueados no exterior, o que ajuda a desestimular o tráfico internacional de celulares.

Para se ter uma ideia da evolução do número de Imeis bloqueados, em 2010, havia 1,3 milhão. Em 2013, foram contabilizados 4,1 milhões. Já em 2016 havia 7,6 milhões.

Anatel vai bloquear telefones piratas

Recentemente, a Anatel confirmou que vai bloquear smartphones piratas. Podem ser considerados irregulares os dispositivos que não estão homologados pela agência de telecomunicações brasileira ou que contam com um Imei inválido. 

Este último caso costuma ocorrer por causa de fraudes. Após o roubo de um aparelho, alguns criminosos têm acesso a técnicas que podem atribuir um novo Imei a um dispositivo. 

Aparelhos de grandes marcas comprados fora do país não devem ser desativados, ainda que não tenham representação ou venda local.

O bloqueio valerá só para aparelhos irregulares que forem ativados após o início do envio de mensagens pelas operadoras, informando que os celulares são "piratas". A previsão é que as notificações sejam enviadas a partir de 15 de setembro – a data inicial era 30 de julho, mas as operadoras conseguiram adiar.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos