Multitarefa, emojis e melhor bateria: os recursos do novo Android Oreo

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    Novo Android Oreo foi anunciado pelo Google para celulares e tablets

    Novo Android Oreo foi anunciado pelo Google para celulares e tablets

Chegou a hora da renovação anual do sistema operacional Android, o mais usado nos celulares e tablets de todo o mundo. Em 2017, ele vai para a sua 15ª versão, de número 8.0 e chamada temporariamente apenas de "O". Mas nesta segunda-feira (21), o mundo soube seu real nome, o Oreo - tirado mais uma vez de um doce, como é tradição no Google.

O lançamento aproveitou o fato do Hemisfério Norte ser palco de um eclipse solar no mesmo dia. Então o Google lançou um site com contagem regressiva para a chegada do novo Android, que ocorreu simultaneamente ao fenômeno natural.

E o que virá de novo? Que tal chamadas em vídeo ao mesmo tempo que checa a agenda? Ou preenchimento automático de senhas de apps quando você mudar de celular? E mais economia de bateria ao restringir o uso desenfreado dos apps em segundo plano? Veja abaixo em detalhes as principais novidades do novo Android:
 

  • "Picture-in-picture": A novidade mais interessante do lançamento. Esse modo permite aos usuários gerenciar duas tarefas simultaneamente. Por exemplo, uma janelinha com uma chamada em vídeo do WhatsApp ou Hangouts enquanto verifica os compromissos no seu app de calendário, ou ler uma nova receita enquanto assiste a um vídeo com uma técnica de cozimento específica. Agora finalmente poderemos ver Netflix ou YouTube enquanto fazemos outra coisa no celular. 

  • Pontos de notificação: São bolinhas avisando que há novas curtidas ou comentários no app do Facebook, por exemplo.  Os usuários também podem segurar o toque no ícone do app para abrir um menu detalhando as notificações. Algumas versões modificadas do Android já fazem suas versões desse recurso há algum tempo, como os da Samsung e LG, além do sistema iOS da Apple. Agora isso será nativo do Android.

  • Preenchimento automático melhorado: O Google promete simplificar a configuração de um novo aparelho e a sincronização de senhas, trazendo o recurso de preenchimento automático do Chrome para todo o Android, permitindo que senhas de todos os aplicativos sejam preenchidas automaticamente. O processo pode agilizar o login, mas também abrirá novas discussões sobre segurança. Isso não ajudaria o invasor que teve acesso ao celular alheio a tomar conta de todas as contas da vítima?
     
  • Novos emojis: Adeus, gotinhas: no Android Oreo, eles serão redondinhos, como em outras plataformas - iOS, WhatsApp, Facebook, etc.

  • Seleção de texto inteligente: O Android Oreo usará aprendizagem de máquina para copiar/colar, permitindo que o sistema reconheça o contexto de dados como endereços, URLs, números de telefone e endereços de e-mail e dando indicações de apps no qual você quer colar o conteúdo, baseado no tipo de dado. Isso torna a experiência de cópia/colagem melhor, diz o Google. Exemplo: ele perceberá quando você está tentando copiar um endereço, já selecionando ele inteiro, e sugerirá que seja colado no Google Maps. 

  • Limites ao uso do sistema em segundo plano: até agora, apps abusavam do hardware do celular enquanto estavam em segundo plano. Para o Google, isso pode afetar negativamente o desempenho do sistema. Então, no Android Oreo introduziram limites para localizarem a posição geográfica e movimentos do usuário. Também limitaram varreduras à rede Wi-Fi e mudaram a forma como os apps são executados em segundo plano. Tudo isso deve aumentar a vida da bateria e liberar memória.
  • Adicionando atalhos e widgets dentro do app: quem usa no Android atalhos e widgets (janelas e ícones com funções especiais de um determinado app) sabe que precisa entrar nas configurações da tela inicial para fazer isso. É um processo que nem todos dominam bem. Agora é possível criar esse atalho ou widget dentro do próprio aplicativo, e ele também vai identificar com um "mini-ícone" de qual app veio o atalho. É uma forma de se precaver contra truques de malwares.

  • Ícones adaptáveis: Com esse recurso, o Android Oreo implementa um guia visual mais rígido para que os "launchers" (programas que reformatam o visual do Android) usados por diferentes empresas como Samsung, Sony e LG, consigam ter uma identidade visual mais acertada nos ícones. Assim, o mesmo app que pode ficar circular em um celular da LG pode ficar quadrado no aparelho da Samsung. Além disso, eles poderão se mexer, como na imagem abaixo.
  • Otimizações do sistema: No Android Oreo, o Google diz ter trabalhado mais para que os apps sejam executados de forma mais rápida e suave. Para isso, incluíram novas otimizações de processos, como compactação simultânea de coleta de arquivos-lixo e localização de códigos.

Gostou de tudo? Então seja paciente porque por enquanto só quem deve receber o Android Oreo são os celulares e tablets fabricados pelo Google: Nexus 5X, Nexus 6P, Nexus Player, Pixel C, Pixel e Pixel XL.

Nas demais fabricantes, cada uma adota um tempo diferente de lançamento e nem todos os celulares receberão - normalmente são os mais novos ou tops de linha que ganham esse privilégio. A empresa prevê que o sistema deve chegar para aparelhos fora de sua linha até o fim do ano.

Android Go

Quando o Google falou do Android Oreo pela primeira vez, em seu evento Google I/O em maio, a empresa também divulgou o Android Go.

O objetivo é melhorar, a partir de 2018, a experiência em aparelhos com Android com 1 GB ou menos de memória RAM, além de conexão à internet limitada. Essa iniciativa atuará em três áreas principais:

  • Sistema operacional: Estão otimizando o Android Oreo para que funcione de forma suave e eficiente em aparelhos mais simples.
  • Apps do Google: Também modificaram ou criaram versões "lite" de apps da própria empresa para que usem menos memória, espaço de armazenamento e dados móveis, como o YouTube Go, o Chrome e o Gboard. Mais apps devem se juntar à empreitada com o tempo.
  • Google Play: em dispositivos de entrada, a Play Store promoverá uma melhor experiência de usuário, destacando aplicativos especificamente projetados para esses dispositivos.

E haverá uma versão da Play Store que destaca aplicativos especificamente projetados para o próximo bilhão de usuários acessando online, enquanto ainda oferece todo o catálogo de aplicativos. Estes três itens serão juntados, como uma experiência única, a partir de 2018.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos