Não curte reprodução automática de vídeos? Chrome vai passar a limitar isso

Do UOL, em São Paulo

  • Zigg

Adeus vídeos e sons tocando "sozinhos" na internet. Pelo menos no Google Chrome.

A partir do mês que vem, os usuários do navegador poderão "desligar" o som dos sites que desejam. A empresa também implantará outras restrições no "autoplay" (play automático) de vídeos e elas estarão disponíveis para o público geral a partir de janeiro de 2018.

Segundo a empresa, as mudanças têm como objetivo melhorar a experiência de navegação. Quem nunca teve uma experiência parecida de abrir um site e de repente um som estranho começar a tocar? Ou então estar ouvindo música no computador e vários sons aleatórios interromperem sua tranquilidade ao navegar na internet?

De acordo com a nova política do "autoplay", a reprodução automática no Chrome só acontecerá se o vídeo não tiver nenhum som, se o conteúdo estiver com o som desabilitado ou se o internauta não tiver clicado em algum lugar do site durante a navegação. A reprodução automática só funcionará se o usuário tiver indicado interesse na mídia.

A opção de desligar o som dos sites vai chegar aos usuários na versão 63, do Chrome, prevista ainda para este mês. As demais atualizações chegarão na edição 64 do navegador. Para saber a versão do Chrome instalada em seu computador, basta ir ao menu (localizado no lado direito superior) > Ajuda > Sobre o Google Chrome.

"Isso permitirá que a reprodução automática ocorra quando os usuários desejarem que a mídia toque e respeitará os desejos dos usuários que não querem", afirmou o engenheiro de software Mounir Lamouri, em nota publicada no blog do navegador.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos