Farol quebrado? Waze ajudará São Paulo a corrigir problemas no trânsito

Do UOL, em São Paulo

  • Gabriela Fujita/UOL

    Parceria visa diminuir caos de semáforos no trânsito paulistano

    Parceria visa diminuir caos de semáforos no trânsito paulistano

O excesso de faróis quebrados na cidade de São Paulo tem irritado os motoristas e pedestres, causando uma enxurrada de críticas ao prefeito João Doria (PSDB). No entanto, agora estará disponível mais uma nova fonte de reclamações sobre este problema. O aplicativo Waze ajudará a capital paulista a corrigir problemas no trânsito com base no alerta de usuários.

A cidade de São Paulo se unirá a outras brasileiras que já têm parcerias semelhantes com o Waze no programa "Connected Citizens": Rio de Janeiro, Petrópolis (RJ), Juiz de Fora (MG) e Vitória (ES). O anúncio da parceria entre a prefeitura e o aplicativo foi anunciado à imprensa nesta quarta-feira (20).

No caso paulistano, a iniciativa visará os semáforos quebrados da cidade, reclamação constante de motoristas e pedestres. Os usuários do aplicativo poderão reportar no app um farol quebrado e a reclamação será analisada pelos órgãos municipais para que o problema seja corrigido. A intenção é diminuir o tempo de resposta

"São Paulo tem 6.399 cruzamentos semafóricos. Desse total, a CET tem o monitoramento eletrônico de 1.500. Para os demais, a CET depende de chamadas operacionais de agentes de trânsito ou do aviso do cidadão pelo telefone 1188 ou pelo site da CET. Com a parceria, a CET amplia seu poder de monitoramento na cidade e pode iniciar um planejamento para reduzir o tempo de resposta para as falhas detectadas na capital", afirmou João Octaviano Machado Neto, presidente da CET.

A parceria visa aumentar a área de cobertura envolvendo semáforos quebrados. Com o monitoramento amplo de regiões graças a denúncias de usuários pelo aplicativo, o reparo dos equipamentos pode ser feito mais rapidamente.

O aplicativo Waze está disponível para os sistemas iOS e Android. São Paulo é a cidade em que o app mais tem usuários em todo o mundo – o Brasil está em segundo em usuários mensais, perdendo apenas para os Estados Unidos. Em março, o Waze anunciou que passaria a oferecer caronas compartilhadas na capital paulista.

Licitação de semáforos sob suspeita

O caos vivido com faróis quebrados em São Paulo envolve ainda uma licitação sob suspeita. A conduta de uma das responsáveis pelo pregão da CET está sendo investigada pela Justiça e as empresas derrotadas recorreram contra o resultado. Até um cônsul europeu questionou a "lisura" do leilão.

A licitação no valor de R$ 40,5 milhões por um período de um ano que prevê a manutenção dos semáforos acabou nas mãos das empresas que já realizaram o serviço neste ano. As companhias são as mesmas que fizeram doações à cidade supostamente sem contrapartida, atendendo a pedidos do prefeito João Doria.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos