A operadora de celular do Corinthians vale a pena? Entenda como funciona

Gabriel Francisco Ribeiro

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Vorley/AGIF

    +Smartimão apareceu na camisa do Corinthians

    +Smartimão apareceu na camisa do Corinthians

O Corinthians anunciou há alguns meses o lançamento de sua operadora de celular, batizada de +Smartimão. A empreitada, feita em parceira com a companhia Movttel, gerou curiosidade (inclusive aparecendo no vago espaço do patrocínio máster do time) e dúvidas. Afinal, como funciona essa operadora do time de futebol?

A operadora corintiana é na realidade chamada de "operadora móvel virtual", sendo uma prática já feita em diversos países. Essa operadora virtual depende totalmente de uma "operadora-mãe" com o poder de propagar o sinal de celular – no caso do Corinthians, é o sinal da Vivo que está nos chips. Os planos oferecidos, inclusive, são similares aos da Vivo em termos de preço e pacotes.

Então qual o interesse da Vivo repassar a um terceiro os seus planos? De acordo com Olinto Santana, presidente da Movttel, as operadoras grandes têm essa necessidade devido à dificuldade de captar novos assinantes em um mercado já saturado de telefonia celular.

"As operadoras móveis virtuais surgiram no norte da Europa há 20 anos como resultado da penetração de telefonia celular se aproximar de 100% e as operadoras terem dificuldade de capturar e reter clientes. Elas exploravam nichos de mercado nos quais poderiam customizar o serviço celular com algum tipo de apelo sob o conceito de 'comunidade'", explica Santana ao UOL Tecnologia.

Olinto faz a seguinte analogia: a operadora virtual adiciona o "sabor" à uma massa básica de sorvete de leite. Ou seja, as operadoras grandes, como a Vivo, vendem a "massa básica" e as operadoras virtuais se diferenciam para públicos e gostos, se aproximando de nichos. Na Europa, Olinto afirma que a modalidade chega de 20% a 70% do mercado, dependendo do país.

O que o Corinthians ganha?

A parceria do Corinthians com a operadora foi armada no ano passado. O curioso é que o departamento de marketing do clube era outro e os atuais dirigentes não têm detalhes de como surgiu a parceria, evitando falar sobre o contrato entre as duas partes. O primeiro balanço, que apenas o Corinthians e a Movttel terão acesso, será divulgado no fim de setembro.

Mesmo sem participar da criação do projeto, o atual departamento de marketing da equipe defende a empreitada. A intenção do Corinthians, além de obviamente tentar lucrar com o projeto por receber uma porcentagem do valor pago por cada usuário, é ter uma base de dados de seus torcedores.

Divulgação
Chip do Corinthians é vendido nas lojas Poderoso Timão e outros pontos autorizados

"Com o passar do tempo a gente consegue uma base de dados para conhecer o torcedor e saber quem é ele. Então quanto mais dados, mais consigo ter algum insight, buscar um parceiro e falar que tenho um público no seu segmento. Isso pode ajudar. Não queremos a base de usuários para vender esses dados, não faremos isso. Mas sim para conhecermos o torcedor e buscarmos parcerias", explica Vinicius Azevedo, gerente de marketing do time, ao UOL Tecnologia.

A +Smartimão entra no Corinthians também como uma forma de monetizar e buscar recursos diferentes dos tradicionais patrocínios. Atualmente, o clube enfrenta sérias dificuldades financeiras com dificuldade de pagar a sua moderna arena e cumprir compromissos financeiros. O Corinthians também segue sem um patrocinador máster desde abril, quando o contrato com a Caixa terminou.

Vale a pena para o usuário?

Basicamente, quem assinar a +Smartimão receberá um plano pré-pago da Vivo em seu celular. O chip do celular do Corinthians, vendido nas lojas Poderoso Timão e em outros diversos pontos de revenda que podem ser encontrados pelo site da operadora, terá ainda conteúdos exclusivos para levar convencer o usuário a ir para a operadora.

Os planos variam entre semanais e mensais. O mais básico semanal com 300 MB de internet e ligações e SMS ilimitados para Vivo sai por R$ 7.99. Já o mais caro é o mensal com 5 GB de internet, ligações e SMS ilimitados para Vivo e 420 minutos para celulares de outras operadoras - sai por R$ 190.99. A Movttel consegue manter os preços porque, segundo Olinto, é remunerada pela Vivo, já que a operadora entende que constrói uma base sólida de clientes desta forma.

E por que o usuário deveria preferir a +Smartimão em relação a Vivo? Além de parte não divulgada do valor pago pelo cliente ser destinado ao Corinthians, a operadora alvinegra ainda diz oferecer uma série de conteúdos exclusivos.

Os diferenciais oferecidos pela +Smartimão envolvem um aplicativo oficial com conteúdo exclusivo do Corinthians. A empresa ainda promete outros benefícios: promoções em geral, sorteios de ingressos e visitas ao CT do clube. Futuramente, há a expectativa de ganhar "acesso exclusivo à cobertura de wi-fi gratuito da Arena Corinthians".

Nem Movttel nem Corinthians informam número quantitativo de receitas ou de usuários da +Snartimão. Além do Corinthians, a Movttel também abraçou o mercado evangélico de igrejas com operadoras virtuais. A empresa quer diversificar o formato e penetrar em outros nichos ao longo do ano.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos