Limite do Twitter incomoda? Rede vai dobrar nº de caracteres disponíveis

Do UOL, em São Paulo

  • Soeren Stache/dpa/AP

    Pequeno grupo de usuários terá 280 caracteres disponíveis para tuitar

    Pequeno grupo de usuários terá 280 caracteres disponíveis para tuitar

Uma das principais características do Twitter está prestes a mudar. A rede social anunciou nesta terça-feira (26) que vai disponibilizar o dobro de caracteres - portanto 280 caracteres - para um pequeno grupo de pessoas. A razão para a medida é frustrar menos os usuários e facilitar a capacidade de expressão.

A empresa diz que em uma pesquisa interna com usuários um dos principais motivos de frustração ao tuitar é o limite de caracteres. Além disso, a companhia verificou que em países em que as pessoas conseguem se expressar com 140 caracteres, os usuários tuítam mais.

Para explicar a medida, que ainda está em fase de testes, o Twitter mencionou países com línguas como coreano, chinês e japonês. Nelas, você pode escrever quase o dobro de informação com um caractere que em outros idiomas, como o português, inglês, francês ou espanhol.

Divulgação
Twitter mostra como limitação de espaço afeta comunicação em inglês, espanhol e japonês

"Verificamos uma pequena porcentagem de tuítes em japonês com 140 caracteres (0,4%). Mas em inglês, uma porcentagem maior de tuítes ultrapassam o limite (9%)", afirmou a empresa em um post.

A razão pela qual o Twitter adotou um limite de caracteres tem relação com o tamanho máximo de mensagens de texto enviadas via celular. O limite era 160, porém o Twitter usava os 140 para conteúdo e reservava o restante para o nome do usuário.

Esta é uma mudança pequena, mas um grande movimento para nós. 140 foi uma escolha arbitrária baseada no limite de 160 caracteres do SMS. Orgulhoso de quão atenciosa a equipe tem sido em resolver um problema real que as pessoas têm ao tuitar. E ao mesmo tempo mantendo nossa concisão, velocidade e essência! - Jack Dorsey, CEO do Twitter.

A última grande mudança da rede, no que diz respeito à espaço para postagem, foi que a empresa passou não contar anexos de mídia, como fotos.

"Embora nós confiemos nos nossos dados e o impacto positivo dessa mudança [o aumento do número de caracteres], nós queremos testar o recurso antes com um pequeno grupo de pessoas antes de lançar para todos", explicou a companhia.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos