Navegador Chrome declara guerra às páginas de internet enganosas

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

Todo mundo já se deparou com páginas de internet que redirecionam para outras páginas esquisitas sem motivo aparente ou com falsos botões de "Play" para vídeo ou de fechar janela pop-up, mas que também levam a outras páginas ou mesmo para baixar conteúdo "malware" no computador. Em breve, o navegador Chrome ganhará três novas ferramentas para combater esse eterno mal da web.

O anúncio do Google desta quarta-feira (8) explicou as ferramentas novas que entrarão nas versões 64 e 65 do navegador --atualmente ele está na versão 62. No ritmo em que o navegador é atualizado --a cada sete a dez dias em média-- não deve demorar para que essas versões cheguem ao público.

VEJA TAMBÉM:

Com a primeira ferramenta, todos os redirecionamentos de iframes (inserções de páginas web dentro de outra página web) mostrarão uma barra de informação em vez de redirecionar diretamente para outro website, a menos que o usuário tenha interagido com aquele conteúdo anteriormente. Isso manterá você na página que estava lendo e evitará surpresas desagradáveis.

A segunda ferramenta vai impedir o redirecionamento abusivo que acontece sem nenhuma razão e que costuma vir de conteúdo de terceiros incorporados na página, mesmo sem que o administrador do site original queira isso. Novamente o Chrome vai detectar esse comportamento naturalmente, acionar a barra de informação e evitar que a aba principal seja redirecionada.

Já a terceira ferramenta combaterá os links de websites sacanas escondidos como botões de play ou outros controles no site em que você está, ou botões transparentes que capturam todos os cliques na página e abrem novas abas. A partir de janeiro, o bloqueador de pop-ups do Chrome evitará que sites do gênero realizem essa ação indevida.

Para quem administra os sites, o Google lançou nesta quarta-feira o Relatório de experiências abusivas para ver se qualquer problema dos acima citados foram encontradas em seus respectivos sites e achar uma forma de resolvê-los. Caso as experiências abusivas não sejam resolvidas em 30 dias, o Google ativará a prevenção de novas abas e janelas no site em questão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos